Cuiabá, 22 de outubro de 2019

Isso é Notícia

MENU

Crimes de ameaças contra mulheres diminuem 3% em Mato Grosso

Erro na Linha: #12 :: Undefined variable: charge_title
/home/issoenoticia/public_html/themes/issoenoticia/inc/sharebox.php

GOVERNO DE MT GOVERNO DE MT

www.mt.gov.br

Os crimes de ameaça registrados por mulheres em Mato Grosso no primeiro semestre de 2019 apresentaram redução de 3% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 10.037 casos, 307 a menos do que em 2018, quando foram registrados 10.344. Em relação aos homicídios de vítimas femininas, foram 34 casos, um a menos do que no ano passado.

Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e englobam as principais ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade, no período de janeiro a junho de 2019. Os crimes de lesão corporal também reduziram: foram 4.927 este ano contra 5.001 no ano anterior (-1%), bem como os de estupro, que geraram 181 registros em 2019 e 196 em 2018 (-8%).

As mulheres também registraram mais casos de assédio sexual nos seis primeiros meses de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018. Foram 112 casos, contra 79, ou seja, um aumento de 42%. Já os casos de injúria aumentaram 6%, quando foram feitos 2.861 registros, enquanto no ano passado foram 2.706.

Calúnias também apresentaram aumento de 6%, com 913 ocorrências em 2019 e 864 em 2018. Outro crime que teve acréscimo no número de registros foi perturbação do trabalho ou sossego alheios, com 590 casos este ano e 535 no ano anterior, o equivalente a 10% a mais.

Região Metropolitana

O levantamento também inclui as principais ocorrências registradas por mulheres em Cuiabá e Várzea Grande no primeiro semestre. Este ano, na vapital, os crimes de ameaça também reduziram 8,2%, com 1.952 casos, contra 2.127 registrados no ano passado. No caso de homicídios, houve dois registros, dois a menos que no mesmo período do ano anterior. Lesão corporal também apresentou redução (-9%): 854 registros em 2019 e 939 em 2018, assim como estupro (-32%): 32 ocorrências este ano e 47 no ano anterior.

Várzea Grande registrou um homicídio contra vítima feminina neste semestre, um a menos que no semestre do ano anterior. Os casos de ameaça também reduziram de 1.014, registrados em 2018, para 1.005, em 2019 (-1%), assim como lesão corporal, que passou de 398 para 386 (-3%). Na contramão, houve aumento do crime de estupro em 38%, com 18 casos ocorridos de janeiro a junho deste ano e 13 no mesmo período do ano anterior.  

 

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para

Enviando Comentário Fechar :/