Cuiabá, 21 de julho de 2019

Isso é Notícia

MENU

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

CST de Combate à Violência Contra a Mulher define objetivos e plano estratégico

Erro na Linha: #10 :: Undefined variable: charge_title
/home/issoenoticia/public_html/themes/issoenoticia/inc/sharebox.php
JLSIQUEIRA / ALMT
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

www.al.mt.gov.br

A reunião dessa segunda-feira (01) da Câmara Setorial Temática (CST) da Assembleia Legislativa que debate a violência contra a mulher e os mecanismos para combatê-la, definiu os últimos detalhes referentes ao planejamento estratégico que será implantado. Também foram decididos quais objetivos para o cumprimento da missão e o alcance da visão de futuro.

“A proposta é que temos que ter uma legislação atualizada, moderna, efetiva e que verdadeiramente garanta direitos humanos de mulheres e homens. No planejamento temos o objetivo e as metas, que são os objetivos quantificados com tempo e hora o que vai fazer. Independente disso, a câmara está fazendo uma produção científica, onde temos dois trabalhos encaminhados para fase de conclusão”, disse a presidente da CST, desembargadora Maria Erodites Kneip.

Durante a reunião de hoje, foi discutida a identidade organizacional da CST que têm como missão, visão e valores a serem implantados ao longo dos trabalhos. “A câmara quer garantir a efetividade dos direitos humanos e a equidade de gênero entre homens e mulheres no estado”, afirmou a promotora do Ministério Público, Lindinalva Rodrigues.

Quanto aos valores da CST, a desembargadora explicou serão divididos em seis etapas: representatividade, qualidade, ética, transparência, credibilidade e comprometimento. “Precisamos atuar com foco em resultados na busca da excelência e agirmos com responsabilidade e dedicação no propósito dos bons resultados”, revelou Maria Erodites.

Os temas estratégicos foram divididos em duas etapas dentro do cronograma da CST. Na primeira fase ficaram os processos internos da Assembleia Legislativa e, na segunda etapa, estão os da câmara setorial, como por exemplo, a sugestão da aplicabilidade e efetividade das legislações concernentes às mulheres; excelência nas práticas de gestão e a modernização da gestão de informação com foco na transparência das ações da CST.

A relatora da CST, defensora pública Rosana Leite de Barros destacou que os objetivos estratégicos estão definidos para o cumprimento da missão e o alcance da visão de futuro. “Traduzem as demandas e desafios a serem enfrentados e estão distribuídos de forma balanceada pelas perspectivas do mapa estratégico”, destacou ela.

Para o idealizador da câmara, deputado Wilson Santos (PSDB), o grupo tem papel importante não somente para o estado, mas também com propostas para serem debatidas em todo cenário nacional.

“Tenho certeza de que a câmara vai colaborar bastante nas futuras ações agindo com eficiência, eficácia e efetividade. Entendo tratar-se de um tema complexo e que requer tempo para estudo, porém essa equipe tem todos os gabaritos para oferecer propostas para melhorar e ainda, encontrar soluções para combater a violência contra as mulheres”, destacou Santos.

Integrantes - Além da presidente desembargadora Maria Erotides Kneip, integram a CST a defensora pública Rosana Leite de Barros, como relatora; professora Jacy Proença, como secretária, e os membros Lindinalva Rodrigues, Josyrleth Magalhães Criveletto, Amini Haddad Campos, Glaucia Anne Kelly Rodrigues Amaral, Clarissa Lopes, Mayana Vitória de Souza Alves, Vera Bertolini, Eliana Vitalino, Eliane Rodrigues de Lima, Telma Reis, Luciana Rosa Gomes, Willian Cesar de Moraes e Tânia Mara Arantes Figueira.

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para

Enviando Comentário Fechar :/