Cuiabá, 15 de junho de 2019

Isso é Notícia

MENU

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE

Emanuelzinho bajula ministra e defende agrotóxicos na Câmara; assista

Erro na Linha: #10 :: Undefined variable: charge_title
/home/issoenoticia/public_html/themes/issoenoticia/inc/sharebox.php
Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Deputado Emanuel Pinheiro Neto: afagos a Tereza e críticas à causa contra os agrotóxicos

DA REDAÇÃO DA REDAÇÃO

www.issoenoticia.com.br

O deputado federal Emanuelzinho Pinheiro (PTB) rasgou elogios à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante a sessão da Comissão de Ambiente da Câmara Federal, nesta terça-feira (9).

Emanuelzinho citou "oportunismo e a irresponsabilidade" dos questionamentos feitos à ministra sobre o aumento exponencial da concessão de autorizações de agrotóxicos proibidos em diversos países desde o início do ano.

Desde o início do ano, sob Jair Bolsonaro, o governo federal já autorizou a entrada de 40 novos tipos de agrotóxicos no País.

Agência Câmara

Ministra Tereza Cristina, considerada "a musa do veneno", por autorizar mais de 40 novos tipos de agrotóxicos em 2019

Ministra Tereza Cristina, considerada "a musa do veneno", por autorizar mais de 40 novos tipos de agrotóxicos em 2019

Um deles é o Sulfoxaflor, que já foi acusado de exterminar com as abelhas e já foi proibido nos Estados Unidos.

Segundo o petebista, alguns dados são "fraudulentamente divulgados" para se questionar o uso abusivo de agrotóxicos.

Não é o que o diz o professor Wanderley Pignatti, doutor em saúde coletiva da UFMT, especialista no assunto e que há anos denuncia os abusos no uso de agrotóxicos em Mato Grosso, que relatou um decreto de 2013, do ex-governador Silval Barbosa (MDB) que reduziu de 300 para 90 metros o limite de proibição de pulverização perto de residências, criação de animais, nascentes e estradas.

O filho do prefeito de Cuiabá citou, para justificar seu posicionamento, o "impacto no comércio internacional", mas não se pronunciou sobre os impactos dos alimentos e do meio ambiente contaminados para a saúde das pessoas.

Emanuelzinho ainda citou o comércio de "exportação", numa clara defesa do agronegócio mato-grossense. Para ele, as informações são divulgadas "com manipulação", para que defensores do meio ambiente "mitem em páginas das mídias sociais".

Segundo Emanuelzinho, a ministra explicou que 60% dos agrotóxicos são "herbicidas" e que os protocolos "são realizados 5, 6, 10 anos atrás" e que foram realizados muitos testes para a aprovação dos agrotóxicos no Brasil mesmo que eles  sejam proibidos em países de primeiro mundo.

Confira os elogios de Emanuelzinho à ministra de Bolsonaro e a defesa do agronegócio e dos agrotóxicos

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para

Enviando Comentário Fechar :/