Cuiabá, 22 de outubro de 2019

Isso é Notícia

MENU

MAQUINÁRIOS POLÊMICOS

Empresa que participou de pregão suspeito troca endereço após denúncia de reportagem

Erro na Linha: #12 :: Undefined variable: charge_title
/home/issoenoticia/public_html/themes/issoenoticia/inc/sharebox.php
ALEXANDRE APRÁ ALEXANDRE APRÁ

Jornalista, diretor do Isso É Notícia











Certidão divulgada no mês passado mostra um endereço, nova certidão emitida ontem (03) mostra novo endereço e novas atividades econômicas





Uma das empresas que participaram da licitação para locação de maquinários pesados no valor de R$ 9,5 milhões pela Prefeitura de Cuiabá “mudou” de endereço e fez alterações das descrições das atividades econômicas após a reportagem do Isso É Notícia denunciar que no mesmo local “funcionava” a empresa SM Almeida e Silva & Cia Ltda, que venceu três lotes e poderá abocanhar R$ 2,2 milhões dos cofres públicos pelo período de um ano.

Outra empresa que venceu a disputa foi a Trimec Construções e Terraplanagem, que pertence ao empresário Wanderley Torres, sócio do prefeito Mauro Mendes (PSB) em uma empresa de extração de ouro no Pará.

Conforme o Isso É Notícia divulgou, a empresa Multipark Comércio, Serviços e Representações, que disputou o pregão presencial efetuando lances, mas não venceu nenhum dos lotes, funcionava exatamente no mesmo local da SM Almeida e Silva, conforme dados do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da Receita Federal.

Segundo o documento, à época da reportagem, as duas empresas apresentavam exatamente o mesmo endereço e praticamente as mesmas descrições de atividades econômicas secundárias (CLIQUE AQUI).

Mas, após a publicação da reportagem, a empresa Multipark mudou para a sala de número um da galeria onde se situava, bem ao lado da empresa SM Almeida que, pelo documento, funciona na sala de número dois.

Além disso, após as denúncias, a empresa também acrescentou mais cinco descrições de atividades econômicas secundárias, todas elas relacionadas à locação de máquinas, obras e terraplanagem, curiosamente o mesmo objeto da licitação suspeita. Até no momento da licitação, portanto, a empresa não executava tais tipos de serviços, conforme a certidão da Receita Federal.

Agora, além de artigos de papelaria, vidros, buffett, artigos de vestuário e higiene pessoal, a Multipark também realiza aluguéis de máquinas para construção sem operador, sem andaime, manutenção e reparação de máquinas de terraplanagem, pavimentação e construção, exceto tratores, obras de fundação, obras de terraplanagem e serviços de operação e fornecimento de equipamentos para transporte e elevação de cargas e pessoas para uso em obras.

MPE investiga licitação

Nesta última terça-feira (02), o Ministério Público Estadual (MPE) determinou a instauração de uma investigação sobre a licitação suspeita. O caso deverá ser distribuído a um dos promotores do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa do MPE.

Outro lado

A Prefeitura de Cuiabá foi procurada, mas não quis se manifestar sobre o assunto. A reportagem também tentou falar com as empresa envolvidas, mas nenhum contato delas foi obtido.

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para

Enviando Comentário Fechar :/