Cuiabá, 25 de agosto de 2019

Isso é Notícia

MENU

EDUCAÇÃO / BALANÇO

Secretário faz balanço da Educação em reunião do Conselho Estadual Educação

Erro na Linha: #10 :: Undefined variable: charge_title
/home/issoenoticia/public_html/themes/issoenoticia/inc/sharebox.php
Jorge Pinho
VICTOR PELLUZI VICTOR PELLUZI

Supervisor de conteúdo do Isso É Notícia

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos apresentou na última terça-feira (30), durante reunião ordinária do Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso (CEE), um balanço da gestão Emanuel Pinheiro em relação a Educação.

Na reunião, onde também representou a União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (UNDIME), Alex Vieira Passos falou por 40 minutos para os 16 membros do CEE, sobre os avanços, conquistas, planejamento e desafios que a gestão Emanuel Pinheiro enfrentou e enfrenta, em busca de uma Educação humanizada e inclusiva. “Viemos falar do ‘case’ de sucesso da Secretaria Municipal de Educação, dos avanços, dificuldades e um pouco da cada situação, referendando a nossa proposta de trabalho no Conselho Estadual de Educação”, disse o secretário ao falar dos investimentos, programas e projetos educacionais, e as perspectivas da educação cuiabana, que com a nova política pedagógica vive um momento de restruturação da rede municipal, que vai permitir um avanço de 20 anos para a Educação da Capital.

A rede municipal de Educação de Cuiabá possui 163 unidades de Ensino entre creches, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB), urbanas e do campo, que atendem cerca de 53 mil estudantes. São no total 9,6 mil servidores dos quais 3 mil são professores. “Um dos programas que mais evoluíram na gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, está relacionado ao atendimento aos alunos com deficiência. Crescemos em quantidade e agora estamos avançando também na qualidade", destacou Alex Vieira Passos. Hoje a rede tem matriculados 1.193 alunos com algum tipo de deficiência e Cuiabá, é referência para todo o Estado.  

Sobre a estrutura escolar o secretário lembrou que recebeu 66 escolas em situação precária. "Literalmente, chovia dentro das salas, problema que deverá ser sanado nos próximos anos com um orçamento de R$ 35 milhões de reais anuais, destinados ao programa Kit Telhado", disse ele.

Para solucionar a demanda por vagas, com cinco mil crianças de 0 a três anos na fila, Alex Vieira Passos disse que estão sendo construídos seis novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e sendo ampliadas a capacidade de atendimento das unidades de creche existentes, transformando essas unidades em Centros de Educação Infantil Cuiabano, os CEICs, com uma nova proposta pedagógica, além do programa de reforma e reconstrução de unidades.

"Programas como Climatizar é Humanizar, cuja meta é climatizar 100% das salas de aulas até o final da gestão Emanuel Pinheiro e outros como a entrega dos Kits de Uniformes Escolares aos 53 mil alunos matriculados na rede, resgatam a dignidade de alunos e profissionais, e levam a marca da gestão humanizada, do prefeito Emanuel Pinheiro", salientou Alex Vieira Passos. 

O titular da pasta de Educação de Cuiabá ainda falou dos programas educacionais e de iniciativas pedagógicas que estão fazendo a diferença na Educação do Município como os Programas de Alfabetização Cuiabana  (ProAC), Inteligência Emocional, a Escola Cuiabana - Culturas Tempos de Vida Direitos de Aprendizagem e Inclusão como é chamada a Política Educacional do Município, além da nova Lei Orgânica dos profissionais da Educação que está sendo finalizada, e que traz como prioridade, a valorização dos servidores, hoje detentores do  4º melhor salário do Brasil. “Queremos pagar muito melhor os os trabalhadores da educação”, disse o gestor ao lembrar o Concurso Público em andamento, com 2002 vagas para todas áreas da Educação.

Em relação aos trabalhadores, Alex Vieira Passos destacou também a readequação que permitiu aos funcionários de carreira com direito a férias, prêmios e outros ganhos vencidos, regularizarem sua situação, após quase 10 anos; além do pagamento de Reajuste Geral Anual (RGA), salários na conta dentro do mês, e ganho real para os professores, nos últimos dois anos. O secretário disse ainda que em relação a este ano, o índice está sendo definido pela equipe econômica do município. 

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para

Enviando Comentário Fechar :/