Cuiabá, 24 de abril de 2019

Isso é Notícia

MENU

AS VOLTAS DO MUNDO

Wilson vira 'queridinho' dos servidores em MT

Erro na Linha: #10 :: Undefined variable: charge_title
/home/issoenoticia/public_html/themes/issoenoticia/inc/sharebox.php
Foto: JL Siqueira

FOLHAMAX FOLHAMAX

www.folhamax.com.br

“Ainda é cedo, amor. Mal começaste a conhecer a vida. Já anuncias a hora de partida. Sem saber mesmo o rumo que irás tomar”. A canção “O Mundo é um Moinho”, composta por Cartola - um dos maiores sambistas que o Brasil já conheceu -, reflete de maneira precisa os altos e baixos do relacionamento entre os servidores públicos estaduais de Mato Grosso e o deputado estadual Wilson Santos (PSDB).

Desde o início do Governo Mauro Mendes (DEM), em Mato Grosso, Wilson Santos tem se mostrado um “aliado” dos servidores públicos do Poder Executivo Estadual. Ele já foi o mediador de audiências públicas importantes do funcionalismo público - que vem lutando para receber seu salário em dia, além do 13º. Só na última sexta-feira (18) foram duas reuniões na Assembleia Legislativa (AL-MT) que contaram com a presença em massa dos servidores, além de caciques da política, como o deputado federal Carlos Bezerra (MDB-MT).  

Até o fim da gestão do ex-governador Pedro Taques (PSDB), em 2018, porém, Wilson Santos era um tipo de persona non grata no funcionalismo principalmente após ter xingado de “vagabundo” e de “moleque” o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma-MT), Orcarlino Alves. O “incidente” ocorreu em 2016, nas discussões sobre a revisão geral anual (RGA), que tinha sido negada por Taques. Na época, o deputado estadual era um dos maiores defensores da gestão de seu colega de partido. Agora, Oscarlino, que já chegou a recusar ser “parente” de Wilson, já admite até encontros familiares entre ambos.

A relação entre os servidores e deputados estaduais não é linear. Além de Wilson Santos, mais parlamentares percorreram o caminho inverso e hoje estão do “outro lado da moeda”, defendendo as medidas do chefe do Poder Executivo. As “mudanças de humor” deste relacionamento institucional faz lembrar outro verso da canção de Cartola, que profetiza: “Preste atenção, querida. De cada amor tu herdarás só o cinismo”.

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para

Enviando Comentário Fechar :/