Sábado, 10 de Abril de 2021 15:44
65 99222-1842
COTIDIANO ASSISTÊNCIA SOCIAL

Programa Siminina se consolida como referência de atendimento à criança e adolescentes

Criado há 26 anos, o programa Siminina conta hoje com 20 unidades distribuídas por toda a capital

25/02/2021 08h58 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: PREFEITURA DE CUIABÁ
Programa Siminina se consolida como referência de atendimento à criança e adolescentes

O programa Siminina  - mantido pela Prefeitura de Cuiabá e com apoio da primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, se consolidou como referência de boas práticas no atendimento à criança e adolescentes (6 a 14 anos) em situação de vulnerabilidade social.

A  primeira-dama Márcia Pinheiro destaca que as ações são cuidadosamente delineadas e formatadas. Destaca que ao longo da primeira gestão Emanuel Pinheiro, o trabalho preventivo realizado no contraturno escolar apresenta resultados exitosos, como nenhum registro de gravidez na adolescência.

“Muito mais que educá-las, com informações sobre saúde e mediante o suporte educacional, desenvolvemos essas meninas para o protagonismo. Desde cedo, é preciso que essas meninas tenham perspectiva de um bom futuro e que estejam preparadas para essa construção, que saibam seus objetivos e os caminhos para que possam alcança-los”, explica a primeira-dama de Cuiabá, pontuando ainda que as ações do Siminina estão ligadas à Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência.

Uma das preocupações da coordenação do programa é quanto a permanência das meninas nas atividades e, por isso, o programa foi delineado para o atendimento distribuído por faixa etária.  Ao completar 13 anos, o currículo conta com ações preparatórias para a inserção no mercado de trabalho.

“Em razão dessa necessidade, de trabalharmos uma nova abordagem nessa mudança de fase,   surgiu o ‘Siminina Jovem’. Entre os 13 e 14 anos, as meninas participam de ações específicas para a qualificação profissional que servirão de incentivo e aumento da autoestima. São políticas públicas voltadas literalmente para nossos jovens”, explicou a coordenadora Dalma Monteiro.

No Siminina Jovem são oferecidos cursos de qualificação profissional, aulas de balett, rodas de conversa sobre sexualidade, álcool, drogas, aulas de informática, fanfarra e são instruídas também quanto elaboração de um bom currículo.

Sucesso

Criado há 26 anos, o programa Siminina conta hoje com 20 unidades distribuídas por toda a capital e tem um público assistido estimado em torno de 1,6 mil meninas. Pautado por atividades lúdicas e de estímulo, o Siminina  possibilita que as garotas se conheçam e se valorizem.  O Siminina oferta atividades como reforço escolar, cuidados médicos e psicológicos reforçados. Dalma lembra ainda que para a inserção junto ao programa, existem critérios  observados, como por exemplo a assiduidade e o bom rendimento escolar.

“Com o retorno gradativo e seguro no sistema público de ensino, estamos também nos preparando para recebê-las com todo carinho e segurança. Será um momento de muito aprendizado, não só para as meninas como também para as nossas monitoras, já que vivenciamos um longo momento de isolamento social. A gestão Emanuel Pinheiro é pautada na humanização, ofertando serviços de qualidade à população que mais precisa do apoio do Poder Público”, descreve.

Ela relembra que o Siminina conta com todo apoio de psicólogas e reforça a integração familiar, colocando as famílias junto com as alunas. Essa integração familiar é fundamental para o êxito da ação”, complementou a coordenadora.

“A mudança comportamental é clara entre as meninas assistidas. Estão bem mais disciplinadas. Procuramos incluir no cronograma de trabalho atividades temáticas específicas para esse público, pois trabalhamos com famílias em situação de vulnerabilidade social”, concluiu a primeira-dama.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.