Terça, 13 de Abril de 2021 01:22
65 99222-1842
POLÍTICA CONFIRA MEDIDAS

Governador decreta toque de recolher em MT e multa para quem aglomerar

Mauro Mendes fez pedidos a prefeitos durante reunião na manhã desta segunda-feira (1º)

01/03/2021 12h25 Atualizada há 1 mês
Por: Alexandre Aprá
Governador Mauro Mendes (DEM), que pediu toque de recolher em todo Mato Grosso
Governador Mauro Mendes (DEM), que pediu toque de recolher em todo Mato Grosso

O governador Mauro Mendes (DEM) pediu aos prefeitos de Mato Grosso que decretem toque de recolher das 21h às 5h e multa não só aos estabelecimentos que causarem aglomeração como também às pessoas físicas que se aglomerarem, pelo período de 15 dias, em razão do avanço dos casos da Covid-19 no Estado.

O pedido foi feito em reunião agendada pelo governador com os 141 prefeitos, na manhã desta segunda-feira (1º).

Além disso, Mauro também propôs limites no funcionamento do comércio até na modalidade delivery.

Confira o comunicado emitido pela OAB-MT após a reunião:

Senhores,

Participamos há pouco da reunião do Gabinete de Situação Covid-19 com o governo do Estado. O governador Mauro Mendes expôs que estamos com 88% de ocupação das UTIs e no limite da capacidade de abrir novos leitos. Foram 70 já abertos em janeiro e fevereiro e há previsão de mais 50 em março.

O governo entende pela  necessidade de se tomar medidas diferentes, pois o índice de isolamento no país e em Mato Grosso está abaixo de 40%.

 A proposta do governo é adotar, por 15 dias, as seguintes medidas, de forma impositiva:

* Funcionamento do comércio e atividades em geral:

Segunda a sexta: das 5h às 19h 

Sábados: das 5h às 12h

Domingo: tudo fechado

Exceções: Farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de combustível (exceto conveniência) e indústrias

 

* Toque de recolher: das 21h às 5h

* Supermercados: apenas 01 pessoa por família

* Multa: Projeto de lei prevendo multa de 180,00 para pessoas físicas e com valor proporcional para pessoas jurídicas (por aglomerações e por desrespeito ao toque de recolher)

* Delivery: até 22h todos os dias (governo vai avaliar os questionamentos solicitando extensão desse horário)

* Transporte coletivo: autorizado, bem como uber e táxi

* Escolas: dado o compromisso geral das escolas na adoção de protocolos de segurança, a autorização para o funcionamento permanece, dentro das limitações de horário impostas às demais atividades.

* Poder de Polícia: A Polícia Militar estará autorizada a dispersar aglomerações, incluindo em bares.

 

Nos órgãos do governo e secretarias de Estado, haverá suspensão do atendimento presencial, com rodízio de 50% entre atividade presencial e teletrabalho.

O governo reconhece que grande parte da população recusa novas medidas de isolamento e, portanto, entende que não é o momento de radicalizar, porém o primeiro passo é a mudança de comportamento impositiva.

As medidas valem por 15 dias e poderão ser relaxadas ou intensificadas de acordo com e evolução do cenário.

O governador destacou a necessidade de se trabalhar de forma unificada pela implantação das medidas, envolvendo todos os órgãos, principalmente prefeituras com seus órgãos de fiscalização. Ele também confirmou que está empenhado na aquisição de vacinas, atuando em várias frentes para isso.

Esse é o resumo da reunião do Gabinete de Situação. Vamos aguardar ainda a audiência de conciliação relacionada a Cuiabá e Várzea Grande, bem como a emissão dos decretos. 

Manteremos a todos informados.

Enquanto isso, reforçamos a orientação para que todos intensifiquem as medidas preventivas: espaços bem ventilados, uso constante e correto de máscaras, mãos sempre limpas e distanciamento pessoal.

Leonardo Campos

Presidente da OAB/MT

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.