Sábado, 10 de Abril de 2021 15:51
65 99222-1842
POLÍTICA EXECUÇÃO FISCAL

Governador quita R$ 183 mil em impostos atrasados e pede para Justiça 'despenhorar' Hilux

Mauro Mendes foi executado pela União por dívidas tributárias, Justiça não encontrou recursos em suas contas bancárias e confiscou caminhonete

30/03/2021 19h40 Atualizada há 7 dias
Por: Alexandre Aprá
Governador de MT teve Hilux penhorada pela Justiça Federal por calote na União
Governador de MT teve Hilux penhorada pela Justiça Federal por calote na União

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), comunicou à Justiça Federal, no início deste mês, que quitou impostos federais em atraso há mais de 5 anos no valor de R$ 183 mil que motivaram a penhora de uma caminhonete de luxo modelo Toyota Hilux de sua propriedade determinada pela 4ª Vara de Execução Fiscal da Seção Judiciária Federal de Cuiabá, em 2019.

A ação de 2016 foi movida pela União Federal após Mauro deixar de pagar o valor atualizado de R$ 183.115,58 em contribuições previdenciárias e impostos federais.

Em 2018, após ser notificado pela Justiça e não quitar os débitos, a Justiça Federal determinou o sequestro de valores das contas bancárias do governador.

No entanto, em suas contas só foram encontrados pouco mais de R$ 12 mil em recursos em uma delas.

A maior parte das contas do governador estava zerada, segundo documento do Bacenjud, sistema do Banco Central, anexo ao processo.

À época da tentativa de sequestro das contas, em 24 de agosto de 2018, Mauro era candidato a governador do Estado.

Documento do Bacenjud anexo ao processo mostra contas bancárias de Mauro Mendes zeradas

Após o sequestro da caminhonete Hilux Toyota, os advogados Leonardo da Silva Cruz e Renato Melón, que representam o governador peticionaram à Justiça mostrando os comprovantes dos pagamentos e pedindo a baixa da penhora da caminhonete do governador.

Em fevereiro do ano passado, reportagem exclusiva do Isso É Notícia revelou que as empresas de Mauro Mendes e de sua esposa Virgínia Mendes deviam, à época, mais de R$ 55 milhões em débitos tributários e impostos previdenciários à União.

Confira a petição onde Mauro informa que pagou os impostos atrasados e pede sua caminhonete de volta:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.