Domingo, 13 de Junho de 2021 06:30
65 98157-3554
COTIDIANO VEÍCULO LEVE

Frankfurt estuda implantar VLT para o transporte de carga

O projeto está sendo realizado pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt, em cooperação com a operadora de transporte urbano VGF e o serviço de entrega de encomendas Hermes

03/04/2021 11h48
Por: Redação Fonte: Via Trólebus
VLT cargueiro já atuou na Alemanha transportando peças para fábrica da Volkswagen
VLT cargueiro já atuou na Alemanha transportando peças para fábrica da Volkswagen

Frankfurt, na Alemanha, conta com um novo projeto para introduzir o transporte de carga por meio de Veículo Leves Sobre Trilhos – VLT, e já conta com financiamento do Land de Hesse.

O projeto está sendo realizado pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt, em cooperação com a operadora de transporte urbano VGF e o serviço de entrega de encomendas Hermes. Os participantes estimam que um bonde de carga pode reduzir as emissões de CO2 em mais da metade quando comparado a vans de entrega, além de proporcionar economia de custos.

No entanto, uma série de dificuldades técnicas, organizacionais e logísticas precisam ser resolvidas. Foi constatado que trens regulares de passageiros não eram apropriados para transporte de mercadorias. Está sendo estudado então a conversão de veículos para utilização dedicada ao transporte de mercadorias.

Alemanha já teve VLT cargueiro

O VLT destinado para cargas, o CarGoTram, que transportava peças automotivas para uma fábrica da Volkswagen em Dresden, capital do estado da Saxónia, no leste do país, acabou sendo desativado no ano passado.

O último serviço na rota de 5,5 km da estação de Dresden-Friedrichstadt para a fábrica, foi agendado para 23 de dezembro de 2020, no entanto, as operações foram interrompidas após uma colisão com uma van.

O trem leve de carga foi proposto pela primeira vez quando a fábrica de automóveis de Dresden estava sendo planejada, para evitar a necessidade de transportar componentes pela cidade em caminhões.

O VLT tinha cinco carros e 59,4 metros de comprimento, uma capacidade de 60 toneladas. A operação começou em 2001. O plano inicial era executar 30 serviços CarGoTram por dia, porém em 2003 eram 10 por dia, e em 2015 apenas três por dia. A manutenção dos bondes também era cara devido à falta de peças sobressalentes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.