Segunda, 12 de Abril de 2021 17:14
65 99222-1842
POLÍTICA PRIVILEGIADOS

MP investiga servidores do Indea por furarem fila da vacinação em MT

Vacinação irregular teria ocorrido em Vila Bela da Santíssima Trindade

07/04/2021 11h03
Por: Redação 2 Fonte: REDAÇÃO FOLHAMAX
MP investiga servidores do Indea por furarem fila da vacinação em MT

O Ministério Público do Estado (MPMT) instaurou um inquérito para apurar a suposta aplicação indevida de vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19) em servidores do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea/MT). A imunização irregular teria ocorrido no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (540 KM de Cuiabá).

O promotor de Justiça Samuel Telles da Costa assinou a portaria que oficializou a investigação, publicada nesta terça-feira (6). O membro do órgão ministerial deu 72 horas para a Secretaria de Saúde Municipal de Vila Bela da Santíssima Trindade justificar a "a vacinação dos servidores do Indea/MT, contendo as informações sobre os critérios de prioridade e risco (idade/comorbidade, local de trabalho e atividades de risco que exercem, bem como o motivo/fundamento de ser enquadrado como grupo prioritário)".

A mesma medida também foi direcionada em relação aos quilombolas do município, também suspeitos de terem “furado a fila” da imunização. Samuel Telles da Costa solicitou a “relação nominal dos integrantes de comunidades Quilombolas vacinados até o momento”.

O promotor de Justiça expediu ainda ofícios no sentido de ser informado da quantidade de vacinas entregues e aplicadas até o momento no município, a relação nominal de todas as pessoas imunizadas, além do comprovante de alimentação destes dados no “Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização”.

De acordo com o IBGE, a população estimada para o ano de 2020 em Vila Bela da Santíssima Trindade é de 16.271 pessoas. O município já recebeu 2.212 doses, e aplicou 1.224, segundo o Ministério da Saúde (MS).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.