Sábado, 10 de Abril de 2021 14:21
65 99222-1842
COTIDIANO SITUAÇÃO GRAVE

Hospital de referência covid-19 está sem medicamentos e insumos, diz denúncia

De acordo com documentos da própria unidade do dia 5 de abril, diversos itens estão com o estoque zerado ou insuficientes

08/04/2021 16h46 Atualizada há 1 dia
Por: Redação 3 Fonte: GAZETA DIGITAL
Hospital de referência covid-19 está sem medicamentos e insumos, diz denúncia

O Hospital de Referência para Covid-19 de Cuiabá, o antigo Pronto Socorro, está com falta de medicamentos e insumos, segundo denúncia. De acordo com documentos da própria unidade do dia 5 de abril, diversos itens estão com o estoque zerado ou insuficientes. Dentre os medicamentos, estão sondas, sedativos e até mesmo luvas.

Conforme a denúncia, encaminhada para a secretaria municipal de Saúde, Ozenira Félix, pacientes intubados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), estão prestes a acordar por falta de sedativos.

Outro problema grave é a falta de alimentação adequada por falta de sonda nasoenteral. Os profissionais estão tendo que usar um tipo de sonda não apropriada para essa finalidade, o que pode causar outros problemas e comprometer a recuperação dos pacientes.

"É preciso ressaltar que o HPSMC é referência de covid-19 e atende um grande número de pacientes graves, muitos sedados e intubados, onde o não fornecimento dos itens listados acima gera complicações no prognóstico do paciente, podendo resultar em mortes", alerta o documento.

São 65 itens que estão com o estoque zerado, crítico ou insuficiente. A vereadora Michelly Alencar (DEM), que acatou a denúncia, também recebeu documentos que mostram pedido de urgência para a aquisição de insumos para as UPAS.

Michelly entrou em contato com a secretária Ozenira Félix para obter informações sobre o processo de compra desses itens e previsão de entrega, mas não obteve resposta. A parlamentar irá encaminhar todos os documentos que recebeu para o Ministério Público do Estado.

Outro lado

A reportagem entrou em contato com a secretaria municipal de saúde, mas até o fechamento desta matéria, não obteve resposta. Quando encaminhada à redação, será acrescentada na reportagem.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.