Terça, 22 de Junho de 2021 04:38
65 98157-3554
POLÍTICA TROCA DE MODAL

Câmara diz ser inviável trocar VLT pelo BRT

O vereador Juca do Guaraná Filho reitera que a população precisa ser ouvida no processo de substituição do modal

06/05/2021 08h18 Atualizada há 2 meses
Por: Redação 3 Fonte: CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Câmara diz ser inviável trocar VLT pelo BRT
O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB), e o membro da Comissão Permanente de Transporte, Urbanismo e Meio Ambiente, vereador Sargento Vidal (Pros), participaram na manhã desta quarta-feira (05.05), de uma vistoria nos vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que estão estacionados no Centro de Comando Operacional, em Várzea Grande. 
 
A razão da inspeção foi acompanhar o trabalho já realizado, verificando as estruturas instaladas e o estado dos vagões e trilhos que ainda não foram utilizados. No local os vereadores analisaram que de fato os vagões, apesar de anos parados, ainda estão conservados. O vereador Juca do Guaraná Filho reitera que a população precisa ser ouvida no processo de substituição do modal. 
 
“Fiquei de coração apertado em ver todos aqueles vagões sem definição, mesmo que conservados. A população precisa ser ouvida nessa troca de modal. A obra não pode continuar parada. Aqui está o dinheiro do povo mato-grossense, do povo cuiabano e várzea-grandense”, disse o vereador.
 
Questionado sobre a possibilidade de mudança do modal para Transporte Rápido por Ônibus (BRT), Juca afirmou que apesar de todos os problemas já encontrados na obra, é tecnicamente inviável a troca, tendo em vista o recurso já empregado.
 
“Mudar o modal nesse momento é um retrocesso muito grande do ponto de vista econômico. Seria necessário também remover toda a estrutura já presente, o que seria inviável. Além disso, o VLT é uma alternativa muito mais sustentável”, pontuou. 
 
O vereador Sargento Vidal  também destacou que a população de fato tem que ter voz nessa mudança de modal. Ele comentou que, neste mês, a Câmara irá realizar uma audiência pública para discutir sobre o tema.
 
“Uma novela que vem há anos sem definição. Precisamos realmente de uma grande audiência pública com todos os poderes. Temos que dar voz às pessoas. Temos que decidir de acordo com a população. O que a população escolher é o melhor para capital”, disse Vidal.
 
Também acompanhou a vistoria o vereador por Poconé, Fábio de Oliveira (DEM), e representantes da CAF, empresa que integra o Consórcio VLT.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.