Terça, 22 de Junho de 2021 04:30
65 98157-3554
POLÍCIA DERF RONDONÓPOLIS

Ladrão de banco é preso com R$ 10 mil, simulacro e munições

O suspeito confessou autoria de outros dois roubos contra uma cooperativa financeira e uma joalheira

07/05/2021 17h28
Por: Redação 3 Fonte: POLÍCIA CIVIL DE MT
Ladrão de banco é preso com R$ 10 mil, simulacro e munições

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Rondonópolis (DERF) prenderam na manhã desta sexta-feira (07.05) o autor do roubo a uma agência do Banco do Brasil, ocorrido na manhã de quinta-feira, na cidade. O criminoso foi abordado pela equipe policial quando saía de um prédio no Jardim Belo Horizonte.

Na residência do suspeito, os policiais civis apreenderam R$ 10 mil em dinheiro, munições de calibre 38, além do simulacro de uma arma de fogo utilizada para praticar o assalto.

R.N.D.S., de 48 anos, foi conduzido para a DERF, onde em depoimento confessou o roubo ao banco, localizado na Avenida Lions Internacional, no bairro Vila Aurora. Ele entrou na agência na manhã de quinta-feira e foi direto aos caixas, onde rendeu as funcionárias e fugiu levando aproximadamente R$ 40 mil.

De acordo com o delegado João Paulo Praisner, o criminoso é considerado de alta periculosidade e foi condenado por dois roubos cometidos na região de Sorriso e ficou preso em unidade do Sistema Penitenciário durante sete anos.

Durante interrogatório, o suspeito confessou o roubo à agência do Banco do Brasil e também confirmou a autoria de dois outros crimes contra o patrimônio – um contra uma agência da cooperativa bancária Sicredi, ocorrido no dia 4 de fevereiro deste ano e o assalto a uma joalheira, na área central de Rondonópolis, no final do ano passado.

O criminoso foi autuado em flagrante por roubo majorado, associação criminosa e posse de munição de uso permitido. “Está claro que ele pertence a um grupo criminoso que atua em roubos a instituições financeiras”, destacou o delegado.

Após os procedimentos policiais, o suspeito será encaminhado para a Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa, onde aguardará audiência de custódia do Poder Judiciário.

A investigação da DERF prossegue para apurar se há outros envolvidos no roubo ao banco. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.