Segunda, 02 de Agosto de 2021 01:56
65 98157-3554
POLÍTICA VÍNCULOS ANTIGOS

Servidor que assina o estudo do BRT já atuou em empresa

Documentos obtidos pela reportagem mostram que Detoni e a Oficina Engenheiros já trabalharam juntos em uma licitação no município de Sorriso em 2018 e em 2019, contratados pelo Governo do Estado

27/05/2021 09h53
Por: Redação 2 Fonte: GAZETA DIGITAL
Servidor que assina o estudo do BRT já atuou em empresa

O arquiteto Rafael Detoni, servidor público que trabalhou no estudo sobre a troca do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) para o Bus Rapid Transit(BRT), já atuou como representante da empresa Oficina Engenheiros e Consultores Associados Ltda., contratada pelo governo do Estado para encontrar uma solução para o modal de transportes em Cuiabá e Várzea Grande.

Documentos obtidos pela reportagem mostram que Detoni e a Oficina Engenheiros possuem um vínculo antigo. Ele representou a empresa em uma licitação em 2018, no município de Sorriso, e no ano seguinte, em 2019, assinou a ata da sessão da concorrência que levou à contratação da mesma empresa pelo governo do Estado.

Na licitação em Sorriso, Detoni assinou como representante da Oficina Engenheiros quando esta venceu o pregão presencial nº 138/2018 para a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de elaboração do plano de reestruturação e modelagem para a concessão do sistema de transporte público coletivo do município. A Oficina venceu a licitação no valor de R$ 148 mil no dia 6 de dezembro de 2018.

Menos de um ano depois, em 25 de novembro, o servidor assinou a ata de sessão da tomada de preços 2/2019 na Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra-MT), onde a Oficina Engenheiros e Consultores sagrou-se vencedora com uma proposta de R$ 464.393,42 pelo serviço de consultoria independente sobre a viabilidade do VLT.

Na contratação, não se falava ainda especificamente em BRT, mas em ‘rede na modalidade rodoviário do tipo corredor de ônibus’. A empresa que disputou com a Oficina Engenheiros ofereceu um lance quase duas vezes maior pelo serviço, no valor de R$ 721 mil pela elaboração do relatório técnico.

Relatório elege BRT

Atualmente, o relatório da Oficina Engenheiros é o único documento técnico que aponta o BRT como melhor escolha e no qual o governador Mauro Mendes (DEM) se baseou para trocar o modal. A mais recente contratação da Oficina foi feita justamente para viabilizar tecnicamente a troca do sistema de transporte pelo governo.

A relação entre o arquiteto e a Oficina Engenheiros vem desde 2013, quando a empresa elaborou um relatório que foi utilizado para tomar decisão contrária a tomada pelo governador atual: trocar o BRT pelo VLT. Na época, Detoni elaborou o termo de referência para a contratação da empresa pela Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), onde atuava na época, cedido pela Prefeitura de Cuiabá. A empresa recebeu R$ 143 mil pelo serviço.

A relação dele com a Oficina Engenheiros continuou mesmo depois da Copa do Mundo, realizada em 2014 em Cuiabá. Em 2016, ano da realização dos jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Detoni trabalhou com a Oficina Engenheiros na elaboração do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da capital carioca.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.