Sábado, 23 de Outubro de 2021
32°

Alguma nebulosidade

Cuiabá - MT

OPINIÃO PLENÁRIA DEMOCRÁTICA

Artistas querem passar a limpo gestão municipal da Cultura em Cuiabá

É o Fórum Popular Cuiabano de Cultura que fará sua primeira reunião online, nesta segunda-feira, 7 de maio de 2021, a partir das 19 horas

07/06/2021 às 12h36
Por: Redação Fonte: ENOCK CAVALCANTI
Compartilhe:
Sede da Secretaria Municipal de Cultura de Cuiabá, antigo
Sede da Secretaria Municipal de Cultura de Cuiabá, antigo "Clube Feminino"

A articulação está se dando via zap-zap e a lista de ativistas culturais que se dispõe a participar só faz crescer. Uma reunião puxada a partir das bases, em uma mobilização exemplar. É o Fórum Popular Cuiabano de Cultura que fará sua primeira reunião online, nesta segunda-feira, 7 de maio de 2021, a partir das 19 horas, com uma pauta que engloba:

1 – A própria estruturação do Fórum, em Cuiabá, como uma subdivisão do Fórum Estadual de Cultura, que pretende se dedicar apenas aos assuntos e desafios da Cultura na capital, onde se concentra o grosso da produção cultural do Estado.

2 – Fortalecimento do Conselho de Políticas Públicas de Cuiabá

3 – O Plano Municipal de Cultura

4- A Carta Compromisso com a Cultura

5 – Avaliação da Lei Aldir Blanc

6 – O Projeto de Lei Complementar nº 73/2021, Lei Paulo Gustavo

Uma pauta enorme, que vai exigir uma boa coordenação entre os participantes, para ser enfentada com sucesso até o final. O fato é que esse bate-papo online se impôs de baixo pra cima, a partir dos anseios que batem no peito de quem faz Cultura na capital de Mato Grosso que, a julgar pelo li no grupo da zap, estão sentindo que as atividades culturais andam reclamando por uma boa reflexão para que possa se ter um melhor direcionamento. Quem já Leon Trotski sabe que cada nova etapa alcançada, gera sempre um volume enorme de novas exigências. O processo civilizatório é assim, um aperfeiçoamento que nunca se realiza completamente porque há sempre coisas novas a serem feitas – e gente nova surgindo para fazê-las.

Aqui em Cuiabá são cantores, atores, artistas plásticos, instrumentistas, produtores culturais, poetas, rappers, muitos nomes de maior projeção mas também dezenas que atuam longe dos olhos do grande público, que vivem esse permanente desejo de uma maior democratização da Cultura em Cuiabá. Do sacolejo de alguns, foi crescendo esse desejo de passar a limpo a gestao da Cultura e pensar na definição de rumos que possam se fazer de forma mais coletiva. Saudável inquietude. Viva a inquietude.

Sim, a Democracia sempre é um desafio do caralho porque para alguns pode parecer mais fácil ficar esperando pelas geniais decisões de pessoas pretensamente geniais. Eu li questionamentos ao fato de que o Forum Estadual de Cultura é mato-grossensemente generico e que é preciso criar um espaço exclusivamente cuiabano para acompanhar e influir na gestão cultural em nossa capital. É nesse diapasão que surge então a proposta do Fórum Popular de Cuiabá. E fico aqui imaginando que, no futuro, se o bolsonarismo não destruir o Brasil e tivermos um porvir, será preciso gestar fóruns populares de Cultura no Coxipó, no CPA, no Pedra 90. Eu cresci com a imagem na cabeça daquela pixação nos muros de Paris, no maio de 68: “Sejamos realistas, exijamos o impossível!” Que essa seja a consigna subversiva de todas as nossas vidas, que elas existam pelo menos para desafiar a eterna ameaça da entropia.

Como será sua organização interna? Como vai se estruturar esse Fórum Popular de Cuiabá no dia a dia a sua ação? Eis aí a discussão que vai abrir a noite de segunda-feira. Muita vibração e sempre aquela expectativa de se forjar uma entidade notável. Afinal de contas, se são ativistas culturais que se reúnem, imagina-se que sejam capazes de criar estrutura mais vigorosa do que o que se vê entre presidentes de bairros e lideranças comunitárias que acabam se transformando em meros cabos eleitorais de quem controla as estruturas do poder político e econômico da cidade. E é sempre triste quando o parto da montanha só nos traz um rato.

Então, além da política a ser implementada pelo Fórum Popular, me parece certo que essas pessoas que irão se reunir na noite de segunda devem passar a limpo tudo que se tem feito pela Cultura em Cuiabá. A Carta Compromisso assinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro com os culturetes tem sido muito lembrada e certamente será objeto de rememoração. Como sempre, o financiamento da Cultura será um dos eixos centrais da noite e as leis de incentivo cultural serão esmiuçadas. Existem ou não existem recursos próprios da Prefeitura para investimentos neste área? O que se pode puxar dos recursos estaduais? Dá pra prensar em deputados estaduais priorizando também recursos para a capital?

Claro que a gestão da produtora cultural Carlina Rabello Leite à frente da secretaria municipal de Cultura terá seu primeiro e aprofundado balanço. A Carlina que já montou grandes shows e eventos em Cuiabá e fora de Cuiabá como é está atuando à frente desta secretaria que parece que está sempe a nos dever alguma coisa?! Mais do que Carlina, a avaliação será da atuação cultural do próprio prefeito Emanuel Pinheiro que vive dando uma no cravo e outra na ferradura.

O bom é que a Carlina e Jota Astrevo, o sub secretário sobrevivente da primeira gestão de Emanuel, já garantiram ativa participação na reunião. Seria bom que o prefeito Emanuel e sua gestão se fizessem mais presentes, porque vivemos ainda neste presidencialismo em que a última palavra é sempre de quem tem a caneta na mão.

Mas, claro, esta é só uma opinião, a opinião deste velho blogueiro. Opinião, todavia, de quem participou das primeiras movimentações para a formação do Forum Estadual de Cultura, quando atuava como repórter cultural, sob comando de Justina Fiori, na redação do falecido jornal O Estado de Mato Grosso. Foi nossa redação que puxou os debates que acabaram levando ao surgimento também da originária Lei Hermes de Abreu. Já acompanhei, portanto, muitos avanços e recuos no setor cultural deste Estado e desta capital. Minha expectativa é que a noite de segunda seja uma noite de avanço.

No Grupo do Forum de Cultura no zap, já confimaram presença, na reunião online, as seguintes pessoas (faço aqui o copia e cola):

1. Taba

2. Vini

3. Josi

4. Silvana

5. Carolina Barros

6. Mauricio

7. Brasilino

8. Alessandra (Sinop)

9. Amanda

10. Mano Raul

11. Anselmo Paraba

12. Jan

13. Lindisey As

14. Rapper Azul

15. Juliana Segóvia

16. Carol Brandalise

17. Luiz Marchetti

18. Lidiane Barros

19. Mari Gemma

20. Cinthia Mattos

21. Enio Castilho

22. Renato Fonseca

23. Luciano Carneiro – Conselho Estadual de Cultura

24. Guilherme Chaves – Instituto Ateliê de Projetos

25. Julianne de Quadros

26. Deize Aguena

27. Flavio Ferreira

28. Mario Olímpio.

29. Matheus de Luca

30.Justina Fiori

31. Júlio Carcará

32. Luiz Brizuela

33. Eduardo Espindola

34. Avinner Augusto

35. Meire Pinheirp

36. Adriano Souza

37. Maria de Fátima Campos

38. Vera Capilé

39. Celso Gonçalo Nazário

40. Lindomar Barros

41. Jackeline Silva – IMUNE

42. Diva Barros

43. Luisa Lamar

44. Weto

45. Branco Barros

46.Margareth Barros

47. Márcia *Oliveira

48. Renato Miranda

49. Zilda Barradas

50. Fábio Draw

51. Vicente de Albuquerque

53 Odete Venâncio

54. Thati Takei

55. Cybele Bussiki

56 – Justino Astrevo

57. Gabriel CM

58-thiago maia

59- Laurimar – Conselho Municipal de Cultura – Roo

60 Patrícia Kowaleski Conselheira Municipal

61-Mestre Lindomar Barros

62- Carlina

63- Bia Pinheiro

64-Carmem

65 – José Paulo Traven

Imagino que até segunda à noite muitos mais haverão de se inscrever. Boa reunião para todos e todas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.