Terça, 22 de Junho de 2021 21:37
65 98157-3554
POLÍCIA DESVIO

Vídeo mostra funcionário furtando encomendas no Correios de VG

Nas imagens é possível ver o rapaz separando as encomendas. Na sequência, ele verifica se há alguém olhando e guarda um pacote debaixo da camiseta

11/06/2021 07h43 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação 2 Fonte: GAZETA DIGITAL
Vídeo mostra funcionário furtando encomendas no Correios de VG

Câmeras de segurança flagraram o exato momento em que um dos funcionários terceirizados dos Correios furta um pacote da Central de Distribuições, em Várzea Grande. A gravação faz parte do inquérito da Polícia Federal, que desarticulou um esquema de desvios de encomendas nesta quinta-feira (10).

Nas imagens é possível ver o rapaz separando as encomendas. Na sequência, ele verifica se há alguém olhando e guarda um pacote debaixo da camiseta. De acordo com a assessoria de imprensa da PF, o grupo criminoso era formado por funcionários terceirizados que atuavam dentro dos Correios.

Eles selecionavam as encomendas, principalmente aparelhos de celular e os desviavam para outras pessoas. Após retirar o produto, os suspeitos repassavam os celulares para lojas de assistência técnica de telefones, onde os aparelhos eram revendidos ou tinham suas principais peças retiradas.

O destinatário não recebia o produto final e era informado de que o pedido foi extraviado. Durante as diligências, 9 mandados foram expedidos pela 7º Vara Criminal da Justiça Federal com objetivo de colher provas e localizar objetos furtados.

Entre os alvos, estão 7 casas e duas lojas de assistência.

Sindicato se posiciona

O Sindicato dos Trabalhadores na ECT Mato Grosso (Sintect MT) informa que a ocorrência policial registrada nesta quinta-feira envolve uma minoria de trabalhadores das empresas terceirizadas. As denúncias apuradas não são contra os carteiros, atendentes e operadores de triagem concursados.

O Sintect MT ressalta que essas ações passaram ser recorrente a partir da terceirização dos vários serviços da ECT.

Sobre as notícias de investigação da PF sobre furtos de aparelhos celulares no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas de Várzea Grande (CTCE/VG) o Sindicato dos Trabalhadores na ECT (Sintect-MT) vem ressaltar que não se trata de trabalhadores de carreira, os concursados: carteiro, atendente e operador de triagem.

Infelizmente problemas como estes tem aumentado à medida que avança a terceirização e o sucateamento para a privatização dos Correios e que se paga um salário cada vez menor para o trabalhador na empresa terceirizada que fica mais vulnerável ao aliciamento de quadrilhas que pleitearam esse tipo de desvio.

Óbvio que não são todos os trabalhadores nas empresas terceirizadas que fazem isso. É a minoria.

Ressaltamos também que não defendemos esse tipo de atitude. Mas é fato que o avanço da terceirização e da privatização que substitui o funcionário de carreira, o concursado, por um funcionário temporário, aumenta a chance desse tipo de coisa acontecer.

Por isso é importante cobrar o fortalecimento dos Correios enquanto empresa pública, a realização de concurso público para ocupar essas vagas. É importante também se posicionar contra a privatização, pois com ela e com a terceirização infelizmente esse tipo de situação estará mais suscetível de ocorrer.

O presidente do Sintect MT, Edmar Leite, ressalta que é importante reforçar essa questão para evitar que os carteiros e atendente sejam maltratados e julgados de maneira incorreta pelos clientes dos Correios. O que já vem acontecendo.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Isso É Notícia (@issoenoticia)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.