Sexta, 30 de Julho de 2021 21:22
65 98157-3554
VARIEDADES VIROU ASSUNTO

Narradora do SporTV usa pronome neutro para se referir a atleta nas Olimpíadas e impulsiona debate

Natália abordou o tema durante a substituição de Rebecca Quinn, da equipe canadense

22/07/2021 15h18
Por: Redação 3 Fonte: BHAZ
Narradora do SporTV usa pronome neutro para se referir a atleta nas Olimpíadas e impulsiona debate

A narradora Natália Lara, do SporTV, virou o assunto das redes sociais nesta quarta-feira (21) ao inserir o pronome neutro “elu” em uma transmissão de futebol feminino pelas Olimpíadas de Tóquio. Natália narrava a partida entre Japão e Canadá, quando foi anunciada a substituição de Rebecca Quinn, da equipe canadense. Como Quinn é uma pessoa não-binária, ou seja, alguém cuja identidade de gênero ultrapassa a identificação com masculino e feminino, a jornalista sentiu a necessidade de abordar o tema.

“Agora eu vou usar o pronome de Quinn para a entrada da Rose. Quinn que é pessoa trans não-binária, por isso a gente fala com pronome neutro… então Quinn está saindo para a entrada da Rose”, explicou a narradora. “Elu está saindo e elu está jogando muito bem no meio campo, marcou bastante”, comentou na sequência Conrado Santana, colega de transmissão de Natália.

Veja o vídeo:

 

Conquista para a comunidade

O vídeo foi compartilhado no Twitter por dezenas de usuários e logo gerou debates. O jornalista esportivo e youtuber Ricardo Perrone, por exemplo, criticou duramente a fala de Natália e defendeu o uso “correto” da língua portuguesa.

Em outra publicação, o jornalista compartilha um vídeo em que ele discute a presença de atletas trans no futebol feminino. “Vocês acham que o problema é um pronome neutro? Ou que é irrelevante tal discussão sobre trans no esporte? Eu não acho”, disse.

Pq é errado. Ponto. Existe uma lingua. Simples. https://t.co/YloTe0Y2AJ

— Rica Perrone (@RicaPerrone) July 21, 2021

Por outro lado, a atitude da narradora também recebeu muito apoio na rede social. “Será que Natália Lara sabe da importância e força que isso que ela fez tem? E ver tantos comentários estúpidos deslegitimando só mostra o quão necessárias são ações como essa”, escreveu uma internauta.

“Como uma pessoa trans não binária, nunca pensei que ouviria uma pessoa não binária sendo referida como “elu” e tendo seus pronomes respeitados em rede nacional. Quão agradável e emocionante foi a surpresa de ver não só a Natália Lara fazer isso, mas também o comentarista!”, comemorou um segundo.

Também no twitter, a própria Natália agradeceu pela repercussão de sua fala, e frisou que “Quinn é uma pessoa trans não-binária, e usar pronome neutro é como se sente mais confortável”. “Que eu possa ser sempre agente de transformação. É um pequeno passo que damos pra uma maior inclusão”, concluiu a narradora.

Veja um pouco da repercussão:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.