Terça, 26 de Outubro de 2021
26°

Alguma nebulosidade

Cuiabá - MT

POLÍTICA BAFÃO NO ZAP

Presidente da Aprosoja, mulher e filho quebram o pau em grupo de whatsapp do condomínio

Rafael Galvan afirmou que muita gente critica STF, mas 'cresceu praticando corrupção'; ele ainda citou contrato de R$ 1,5 milhão que beneficiou suposta amante do pai

27/08/2021 às 06h25 Atualizada em 27/08/2021 às 14h11
Por: Alexandre Aprá
Compartilhe:
Presidente da Aprosoja Brasil, Antonio Galvan, não quis comentar sobre confusão
Presidente da Aprosoja Brasil, Antonio Galvan, não quis comentar sobre confusão

O presidente da Aprosoja Brasil, Antonio Galvan, sua esposa, a advogada Paula Boaventura, e seu filho, Rafael Galvan, protagonizaram um intenso bate-boca no grupo de Whatsapp do Condomínio Splendores, aonde moram em Cuiabá.

A confusão foi registrada nesta semana e movimentou o grupo - considerado, até então, pacato.

Antonio Galvan virou notícia nacional recentemente ao ser alvo de operação da Polícia Federal que apura o financiamento de atos anti-democráticos que ameaçam as instituições brasileiras.

Tudo começou depois de a advogada Paula Boaventura, atual esposa do presidente da Aprosoja, ter postado no grupo uma imagem onde apontava corrupção no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Congresso Nacional. Foi aí que surgiu Rafael Galvan, seu enteado, e repreendeu a moça, desferindo diversas acusações:

"E VIVA A CORRUPÇÃO! Corrupção é feita dentro de instituições também... APROSOJA... não é só no Senado e na Câmara dos Deputados... Desde que beneficie a Amante... E o presidente o faço.. e tem gente que acha ser esperto... mas o MP está aí para isso... e já já a Bomba vai Estourar.... Aqui se faz aqui se Paga!"

Antonio Galvan entrou na discussão e repreendeu o filho, afirmando que todos os atos dele são públicos e que ele processaria o filho, caso continuasse com as acusações.

Rafael continuou e acusou o pai de trair sua mãe e de dar emprego para a amante que, segundo ele, é uma advogada de "porta de cozinha", mas teria sido contratada pela Aprosoja por R$ 1,5 milhão em 2019:

"Daí o Otário traiu a minha mãe 3 anos... Arrumou uma interesseira... kkkk deu contrato MILIONÁRIO PARA A AMANTE DE MAIS DE 1.500.000,00 para ela comprar apartamento... kkkk. Velho trouxa. Mas já já vc vai ter o seu"

Depois disso, a advogada Paula Boaventura pediu desculpas aos vizinhos e afirmou que o enteado não tem profissão definida, não tem endereço profissional e sempre foi dependente da mãe. Ela ainda ameaçou processar o enteado:

"Quanto as minhas ações da Aprosoja, não há nenhuma ilegalidade. As propostas antes de contratadas passaram pelas diretorias Plena, Executiva e Assembleia. Inclusive, alguns foram contratados no êxito. E fique tranquilo Rafael a escritura pública de união estável é com separação total de bens. Se insistir, vou processar você. Trabalhe, honre seus compromissos e deixe de ser inconsequente"

Outro lado

Procurada pela reportagem, a Aprosoja Brasil afirmou que não se pronunciaria sobre o caso porque trata-se de uma questão particular envolvendo o presidente Antonio Galvan. O espaço continua aberto, caso o presidente da instituição ou os outros citados queiram se manifestar.

PRIMEIRA MÃO -  Acesse o grupo do Isso É Notícia no Whatsapp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

Confira o barraco da família Galvan no Whatsapp:

e3w

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.