Quinta, 16 de Setembro de 2021 16:45
65 98157-3554
POLÍTICA DEPOIMENTOS

Delegado afastado diz a deputados que denúncias contra o Governo não andam

Além de Lindomar Toffoli, estiveram na Assembleia os delegados Anderson Veiga e Flávio Stringuetta

15/09/2021 07h59 Atualizada há 1 dia
Por: Redação 2 Fonte: RD NEWS
Delegado afastado diz a deputados que denúncias contra o Governo não andam

Delegado Lindomar Toffoli citou que as denúncias que chegam à Polícia Civil contra o Governo do Estado costumam não ter andamento, enquanto as que chegam contra a Prefeitura de Cuiabá são levadas adiante. Ele deu depoimento nesta terça (14) à Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa.

Toffoli foi afastado da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) em dezembro de 2019. Ele foi questionado por deputados da Comissão se seu afastamento tem relação com o caso que ele investigava na época, envolvendo o ex-secretário-adjunto da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira. O delegado não negou, mas preferiu não afirmar nada nesse sentido. 

“Será que aquela denúncia que eu estava apurando lá atrás, será que permaneceu na delegacia ou foi para o Gaeco [Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado]? Será que esse inquérito oficial quando eu sai permaneceu lá ou foi encaminhado para uma delegacia que não tem estrutura, que tem mais de 1 mil inquéritos para se perder lá no meio e prescrever”, questionou ele ao responder.

Durante sua fala, Toffoli aparentou estar tranquilo e evitou fazer acusações sem prova. Contudo, afirmou que caso fosse comprovado de que denúncias não tiveram andamento, isso poderia inclusive prejudicar o pleito eleitoral de 2022, já que irregularidades apenas de alguns políticos são investigados, enquanto de outros ficam “embaixo do tapete”.

“Dentro desse contexto, como se pode confirmar se essa denúncia do Emanuel é verdadeira ou não? Para mim é muito simples. Geralmente as denúncias quando chegam contra o Governo, contra o Município, elas vêm do Ministério Público. Chegou na delegacia, foi instaurado procedimento contra o Emanuel? Chegou denúncias contra o Governo, já passei por vários governos e não tem nenhum que não tem denúncia. Essa denúncia foi instaurada?”.

Segundo o  apurou, o depoimento da AL foi na mesma linha do que Tófoli e os demais delegados falaram na Corregedoria da PJC que apura a denúncia feita pelo prefeito.

Depoimentos

Além de Toffoli, estiveram presentes os delegados Anderson Veiga e Flávio Stringuetta. Eles foram convocados após prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) apresentar denúncia à Assembleia e à Corregedoria da Polícia Civil sobre suposto uso político da instituição.

Stringuetta não foi questionado por nenhum deputado, já que não têm relação direta com as denúncias feitas por Emanuel. Contudo, opinou que afastamento dos colegas foi decorrente de pressão política. Anderson, no mesmo sentido, endossou as falas feitas por Toffoli, mas evitou fazer mais acusações.

De acordo com o prefeito, o governador Mauro Mendes (DEM) teria interferido diretamente na Polícia Civil e direcionado as investigações contra a sua gestão. Advogado Francisco Faiad esteve na sessão representando o prefeito de Cuiabá.

NOTÍCIAS QUENTES -  Acesse o grupo do Isso É Notícia no Whatsapp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.