Quinta, 16 de Setembro de 2021 18:00
65 98157-3554
POLÍCIA MENSAGENS NAS REDES

Mãe de modelo cuiabana morta no Chile diz ter sido ameaçada

Nayara Vit morreu em julho ao cair do 12º andar do prédio onde morava com o namorado em Santiago

15/09/2021 08h04 Atualizada há 1 dia
Por: Redação 2 Fonte: REDAÇÃO MÍDIA NEWS
Eliane e a filha, Nayara Vit, que morreu aos 33 anos
Eliane e a filha, Nayara Vit, que morreu aos 33 anos

A mãe da modelo cuiabana Nayara Vit, que morreu após cair do 12º andar do prédio onde morava com o namorado em Santiago, no Chile, disse ter sido ameaçada por mensagens nas redes sociais. 

Ao MidiaNews, Eliane Vit conta que outras testemunhas foram ameaçadas no Chile.

Inicialmente, a morte de Nayara, aos 33 anos, na madrugada de 8 de julho, foi tratada como suicídio. No entanto, a família começou a desconfiar da versão do empresário Rodrigo Del Valle Mijac, com quem a modelo estava morando há pouco mais de dois meses, por conta de inconsistências nos depoimentos. 

"Não bastava a dor de perder a filha, ainda sofremos ameaças nos alertando de não sabermos com quem estamos lidando", desabafa. 

Ela não deu detalhes sobre as ameaças. 

Sem respostas desde a morte de Nayara, Eliane afirma que não pretende desistir de descobrir o que, de fato, aconteceu com a filha. Ela não acredita que a modelo tenha cometido suicídio se jogando do prédio onde morava com o namorado. 

"Estou péssima, mas confiante de que nada nos impedirá de buscar e exigir respostas a todas as nossas perguntas. Esperamos que a Justiça chilena não se omita por se tratar de uma pessoa com grande influência política", diz. 

O medo de Eliane é que a influência e o poder aquisitivo de Rodrigo, que é empresário do ramo de telecomunicações, possam atrapalhar as investigações. 

Briga, gritos e barulho de tiro

Na semana passada, veio a público a informação de que um segurança do Bairro Las Condes, onde Nayara e Rodrigo moravam, afirmou à Polícia ter recebido diversos telefonemas de moradores relatando briga, gritos e até som de tiro vindos das redondezas, na noite em que houve a tragédia.

A informação consta no depoimento dado pela policial da Seção de Inquérito Policial (SIP), Rocío Catalán.

Rócio contou ao Ministério Público que um integrante da chamada Segurança Cidadã relatou a ela que naquela noite recebera ligações avisando de gritos e uma possível briga, bem como o som de um tiro. 

Segurança Cidadã é um modelo de segurança comunitária que existe em bairros da capital chilena.

Imagens de segurança

A policial também revelou que chegou no apartamento da modelo por volta das 3h da manhã, logo após a notificação da morte de Nayara, e viu o imóvel arrumado. No local, testemunhas relataram à policial que um vaso de flores caiu da sacada minutos antes da morte.

Ela chegou a pedir pelas imagens das câmeras de segurança do edifício e dos arredores. De acordo com ela, as filmagens descartam que Nayara estivesse sob influência de álcool.

Além da policial, a babá que cuidava da filha da modelo em um dos quartos do apartamento contou ter ouvido gritos. 

A família afirma ter descoberto que o apartamento passou por limpeza duas vezes e que móveis foram trocados de lugar. 

O celular, a bolsa e a carteira de Nayara desapareceram após a morte. 

Rodrigo deletou as redes sociais e não se pronunciou desde a morte da namorada. 

NOTÍCIAS QUENTES -  Acesse o grupo do Isso É Notícia no Whatsapp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.