Sábado, 04 de Dezembro de 2021
31°

Muitas nuvens

Cuiabá - MT

CURTO E GROSSO IDENTIDADE DE GÊNERO

Segurança Pública ignora nome social em ocorrências envolvendo transexuais

A Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) regulamentou o uso do nome social nos registros oficiais em 2015 garantindo o atendimento humanizado no sistema de segurança, mas não é isso que a imprensa tem visto

25/10/2021 às 14h53
Por: Redação 3 Fonte: GAZETA DIGITAL
Compartilhe:
Segurança Pública ignora nome social em ocorrências envolvendo transexuais

Forças da Segurança Pública, em sua grande maioria, optam por ignorar o nome social de pessoas transexuais e travestis durante as ocorrências policiais.

A Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) regulamentou o uso do nome social nos registros oficiais em 2015 garantindo o atendimento humanizado no sistema de segurança, mas não é isso que a imprensa tem visto.

Em ocorrências envolvendo pessoas trans, o nome social é deixado de lado, o pronome também é ignorado e, em alguns casos, são essas pessoas são tratadas com o nome e identidade de gênero quais não se identificam mais.

Em outros casos, usam o nome social como apelido, seguido o exemplo de ‘fulano de tal, vulgo Larissa’. O Estado até tenta avançar com políticas inclusivas para pessoas trans, mas nada adianta se os servidores não as coloca em prática, seja por falta de conhecimento e até transfobia - o que é mais grave. 

NOTÍCIAS QUENTES - Acesse o grupo do Isso É Notícia no WhatsApp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.