Terça, 30 de Novembro de 2021
27°

Muitas nuvens

Cuiabá - MT

GERAL Mato Grosso

Indea capacita médicos veterinários em diagnóstico de síndromes hemorrágicas de suínos

Receberam o treinamento, profissionais de todas as Unidades Regionais de Supervisão do Instituto

25/10/2021 às 19h23
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso
Compartilhe:
- Foto por: Indea/MT
- Foto por: Indea/MT

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) capacitou três turmas de médicos veterinários em vigilância de síndromes hemorrágicas dos suínos e colheita e envio de material para diagnóstico. O curso foi ministrado em dois módulos, por meio de videoconferência e presencial. 

O módulo teórico foi ofertado de forma remota. Já no módulo prático, foram treinados médicos veterinários de todas as Unidades Regionais de Supervisão, proporcionando capilarização do conhecimento, que será replicado entre os profissionais.

Durante o curso foram abordados temas como o Plano Integrado de Vigilância de Doenças dos Suínos e escopo de doenças do referido Plano, fluxo de atendimento de suspeita de doenças hemorrágicas, desde a notificação, teoria dos métodos de sacrifício de suínos, necropsia e colheita e envio de amostras e o Plano de Contingência. Na qualificação, os profissionais ainda puderam revisar, praticar e trocar informações sobre técnicas de necropsia e colheita de amostras direcionada para diagnóstico de doenças hemorrágicas.

Segundo a presidente do Indea-MT, Emanuelle de Almeida, a capacitação tem importância primordial no contexto da recente introdução da peste suína Africana nas Américas. “A qualificação é essencial para a prevenção de doenças suínas, a exemplo da recorrente ocorrência de focos de peste suína clássica no Nordeste do Brasil. Bem como, para fornecer subsídios técnicos para a efetiva implantação do Plano Integrado de Vigilância das Doenças dos Suínos no Estado, onde a detecção precoce e a demonstração de ausência de doenças são fundamentais”, frisa.

O treinamento contou com a parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Fundo de Sanidade e Desenvolvimento da Suinocultura Mato-Grossense (FSDS). 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.