Terça, 30 de Novembro de 2021
26°

Poucas nuvens

Cuiabá - MT

POLÍCIA DERF VÁRZEA GRANDE

Polícia prende em flagrante homem que furtava cabeamento de cobre do VLT

O preso também já havia cortado 150 metros de cabo de cobre, avaliados em R$ 14 mil

26/10/2021 às 15h15
Por: Redação 3 Fonte: POLÍCIA CIVIL DE MT
Compartilhe:
Polícia prende em flagrante homem que furtava cabeamento de cobre do VLT

Um homem surpreendido no momento em que furtava cabeamento de cobre de um poste da estrutura do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na segunda-feira (25.10), durante diligências da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG).

O suspeito foi flagrado pelos policiais da Derf-VG por volta das 15h20, no momento em que estava em cima de um poste da estrutura do VLT, puxando o cabeamento, que estava pendurado, demonstrando que já havia sido serrado.

O fato chamou atenção dos policiais pelo fato do suspeito não estar com uniforme da empresa responsável pelo consórcio, aliado aos altos índices de furtos de cabos de cobre que vem ocorrendo no município.

NOTÍCIAS QUENTES - Acesse o grupo do Isso É Notícia no WhatsApp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

Os policiais decidiram realizar a abordagem do suspeito, que ao avistar a viatura empreendeu fuga, levando aproximadamente dois metros e meio de cabo de cobre. Questionado, o suspeito confessou que furtou o cabeamento utilizando uma cegueta, que teria deixado cair durante a fuga.

Foi realizado o percusso realizado pelo suspeito, sendo localizada e apreendida a ferramenta utilizada por ela para prática do furto. O preso também já havia cortado 150 metros de cabo de cobre, avaliados em R$ 14 mil e possivelmente contou com a ajuda de comparsas nas imediações, para dar apoio com algum veículo.

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Derf-VG onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por furto qualificado.

Segundo a delegada da Derf-VG, Elaine Fernandes de Souza, os furtos de cabo de cobre na região estão sendo constates, pois os criminosos geralmente não ficam presos e o material é derretido e vendido para empresas de compra e venda de sucata que, geralmente não exigem comprovação da origem lícita do bem.

“Geralmente esses crimes são praticados por moradores de rua e usuários de drogas, que furtam para conseguir dinheiro para comprar entorpecentes, fomentando também outros crimes mais graves como roubos, se tornando um ciclo vicioso da criminalidade”, disse a delegada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.