Terça, 30 de Novembro de 2021
27°

Muitas nuvens

Cuiabá - MT

POLÍTICA UM ANO FECHADO

Vereadora cobra reabertura do Restaurante Popular de Cuiabá

Parlamentar argumenta que todas atividades da cidade funcionam normalmente

26/10/2021 às 15h53
Por: Redação 3 Fonte: CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Compartilhe:
Vereadora cobra reabertura do Restaurante Popular de Cuiabá
A vereadora Michelly Alencar (DEM) voltou a cobrar nesta terça-feira (26.10) a reabertura do Restaurante Popular de Cuiabá. A unidade que oferece refeições a preço popular está fechada desde o ano passado. Para a parlamentar, não há justificativa para a Prefeitura manter o local fechado com a ampliação da vacinação da população cuiabana contra Covid-19 e funcionamento normal de todas outras atividades econômicas.
 
Com a pandemia, a prefeitura decidiu fechar as portas do Restaurante Popular, localizado na avenida Barão de Melgaço e que vende a refeição ao valor de R$3,50 para atender pessoas em vulnerabilidade e a população como um todo. A vereadora argumentou que o país vive uma crise econômica em razão da pandemia de Covid-19 e que muitas pessoas sem emprego não têm condições de se alimentar adequadamente.
 
NOTÍCIAS QUENTES - Acesse o grupo do Isso É Notícia no WhatsApp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
 
“Todas as atividades da nossa cidade estão funcionando normalmente. Com os devidos protocolos, o Restaurante Popular tem que estar com as portas abertas pois atende as pessoas que mais precisam. É um descaso e falta de sensibilidade da Prefeitura o restaurante estar fechado ainda. Vivemos um momento de crise, muita gente passando fome e esse restaurante fechado”, disse a vereadora.
 
Na época do fechamento a Prefeitura informou que iria entregar marmitas em alguns pontos da cidade para atender moradores de rua. Michelly Alencar informou que está solicitando mais uma vez, via requerimento, informações à Prefeitura de Cuiabá sobre o número de refeições fornecidas durante o período fechado e qual o valor empenhado e pago pela Prefeitura à empresa terceirizada responsável pelo funcionamento da unidade.
 
A parlamentar reclamou da falta de informações por parte da Prefeitura, já que desde janeiro ela requisitou esclarecimentos sobre o restaurante popular e pediu que o prefeito em exercício José Roberto Stopa tenha uma atitude diferente do prefeito afastado pela Justiça.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.