Domingo, 22 de Maio de 2022
14°

Alguma nebulosidade

Cuiabá - MT

JURÍDICAS BARRACO NA ORDEM

Membro do TED pergunta se Gisela pagou balada com anuidade e é interpelado na Justiça

Luiz Antonio Giroldo Filho fez pergunta em grupo de Whatsapp e acabou sendo interpelado na Justiça por candidata a presidente da OAB-MT

05/11/2021 às 08h29 Atualizada em 05/11/2021 às 16h25
Por: Alexandre Aprá
Compartilhe:
Gisela Cardoso procurou a Justiça após pergunta de advogado membro do TED em grupo de Whatsapp
Gisela Cardoso procurou a Justiça após pergunta de advogado membro do TED em grupo de Whatsapp

O advogado Luiz Antonio Giroldo Filho, membro da 4ª Turma do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT), questionou se a candidata a presidente Gisela Cardoso pagou uma balada com dinheiro próprio ou da anuidade e acabou sendo interpelado judicialmente pela colega.

O comentário foi feito em uma foto postada em um grupo de Whatsapp da Associaçaõ dos Advogados de Mato Grosso (AAMT), onde a candidata aparece ao lado do atual presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, e do deputado estadual Faissal Kalil, em uma balada na boate Musiva.

Não havia menção sobre qual evento ou festa se tratava a imagem.

O número de telefone atribuído a Giroldo teria comentado no grupo:

"Dinheiro dela na balada ou nossa anuidade?"

INTERPELAÇÃO NA JUSTIÇA

Após o comentário, o advogado foi interpelado criminalmente por Gisela.

Na ação, a candidata pede que Luiz Antonio explique sua colocação a qual classificou como caluniosa e machista.

O pedido de explicações foi movido pelo advogado Helio Nishyiama, que também aparece na mesma foto.

A ação foi movida no último dia 7 de outubro e foi distribuída ao juiz João Bosco Soares da Silva, da 10ª Vara Criminal de Cuiabá.

O magistrado deu cinco dias para que o advogado explique o seu questionamento em juízo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.