Terça, 30 de Novembro de 2021
26°

Poucas nuvens

Cuiabá - MT

CURTO E GROSSO APARELHAMENTO

Decisão do STJ reforça tese de perseguição judicial e política a Emanuel

Presidente do STJ que derrubou afastamento de prefeito viu medida como excessiva e apontou para risco de lesão à ordem

18/11/2021 às 18h59 Atualizada em 19/11/2021 às 07h36
Por: Redação
Compartilhe:
Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro: afastamento em inquérito penal ainda vigora
Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro: afastamento em inquérito penal ainda vigora

A decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que derrubou uma das duas decisões que mantinham Emanuel Pinheiro (MDB) afastado do comando da Prefeitura de Cuiabá reforça a tese de defesa do emedebista que vem sofrendo perseguição por meio do aparelhamento político dos órgãos judiciais em Mato Grosso.

Isso porque o ministro Humberto Martins, presidente do STJ, considerou que o afastamento de Emanuel no âmbito cível se mostrou medida desproporcional a ser adotada já que a ação civil pública havia acabado de ser proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Nos bastidores, as sucessivas operações do MPE contra Emanuel são vistas como uma retaliação a cobranças feitas pelo emedebista de que promotores e procuradores de Justiça de Mato Grosso fecham os olhos aos casos de corrupção do Governo do Estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.