Terça, 30 de Novembro de 2021
26°

Poucas nuvens

Cuiabá - MT

POLÍTICA TOMA LÁ, DÁ CÁ

Aliados de Mauro na Câmara tinham R$ 100 mil em cargos e indicavam até contratados por processo seletivo

Documentos da Coordenadoria de Contratos da Prefeitura mostram que ex-vereadores Julio PInheiro e Leonardo Oliveira detinham cargos que somavam mais de R$ 200 mil

24/11/2021 às 16h25 Atualizada em 24/11/2021 às 20h43
Por: Alexandre Aprá
Compartilhe:
Ex-líder do prefeito Mauro Mendes na Câmara, Leonardo Oliveira, e ex-presidente, Julio Pinheiro
Ex-líder do prefeito Mauro Mendes na Câmara, Leonardo Oliveira, e ex-presidente, Julio Pinheiro

Documentos oficiais da coordenadoria de contratos da Prefeitura de Cuiabá mostram que o "alto clero" dos vereadores aliados ao ex-prefeito Mauro Mendes detinham valores que superavam os R$ 100 mil mensais em indicações de contratações e cargos comissionados.

Nas listas de indicações do ex-presidente da Câmara, vereador Júlio Pinheiro, já falecido, e do ex-vereador Leonardo de Oliveira, que atuava como líder do prefeito Mauro na Câmara, aparece a surpreendente revelação de que os vereadores realizavam indicações até para cargos oriundos de processo seletivo realizado pela Prefeitura.

Leonardo também ocupou a função de secretário adjunto de Esportes na atual gestão do governador Mauro Mendes (DEM).

Lista mostra que ex-presidente da Câmara indicava 62 pessoas na gestão de Mauro Mendes na Prefeitura de Cuiabá

Na lista atribuída a Julio Pinheiro aparecem 62 indicações, sendo 38 contratos temporários - 12 na Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (SMASDH) e 26 na Secretaria Municipal de Saúde (SMS) -, 13 indicados em cargos comissionados (DAS), quatro servidores em cessão e seis contratados via processo seletivo.

Mensalmente, os cargos de Julio Pinheiro somavam cerca de R$ 140 mil.

Os documentos ainda revelam que cada vereador dispunha de uma cota mensal de R$ 25 mil em cargos. Mas, ao que tudo indica, o "alto clero" de Mauro na Câmara detinha muito mais benefícios.

Já Leonardo Oliveira, ex-líder do prefeito Mauro na Câmara por três anos, a lista atribuída a ele aparece com 29 contratações que somam mais de R$ 62 mil mensais. Catorze deles eram frutos de contratos temporários realizados pela SMASDH e SMS, onze comissionados (DAS) e três oriundos de processo seletivo da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Em outro lista, Leonardo de Oliveira ainda aparece como tendo indicado oito pessoas para um processo seletivo realizado pelo Hospital São Benedito. 

No mesmo processo, ainda há escritos a mão atribuindo ao vereador indicados oriundos de processo seletivo. Algumas inscrições dos contratados no processo seletivo, inclusive, foram anexadas junto à lista.

O Isso É Notícia checou os nomes que aparecem na relação de indicados dos vereadores e confirmou que, de fato, eles foram contratados por processo seletivo simplificado realizado pela Prefeitura entre os anos de 2013 e 2016.

Outro lado

O ex-vereador Leonardo de Oliveira negou que tenha feito indicações para aprovados em processo seletivo. Ele argumentou que tinha poucas indicações na Prefeitura e que seu trabalho com líder do prefeito era apenas articular a aprovação de matérias de interesse do Executivo na Câmara.

O ex-vereador Júlio Pinheiro já faleceu, por isso não foi ouvido pela reportagem.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.