Terça, 30 de Novembro de 2021
27°

Muitas nuvens

Cuiabá - MT

VARIEDADES FIASCO!

Jovem Pan News marca zero de audiência com menos de um mês no ar

Dados de audiência mostram que a Jovem Pan News tem tido dificuldades para engatar, mesmo com a divulgação intensa de Bolsonaro

24/11/2021 às 15h22
Por: Redação 3 Fonte: REVISTA FÓRUM
Compartilhe:
Jovem Pan News marca zero de audiência com menos de um mês no ar

Apesar de o presidente Jair Bolsonaro divulgar com frequência a Jovem Pan News, o canal de TV ultraconservador tem enfrentado dificuldades para engatar na audiência mesmo em seu mês de estreia. A emissora da Jovem Pan chegou a marcar zero de audiência no final de semana.

Segundo dados de audiência do TV Pop, a Jovem Pan News registrou média de zero ponto zero (0.0) no último domingo (14). O canal não conseguiu espectadores suficientes para alcançar um 0.1.

Para chegar ao índice, seriam necessários ao menos 35.800 pessoas por minuto assistindo ao canal de TV fechada.

Com esse desempenho pífio, a Jovem Pan News ficou atrás de GloboNews, Record News, CNN Brasil e BandNews na média diária.

A emissora estreou em 27 de outubro com uma entrevista com o presidente Jair Bolsonaro.

NOTÍCIAS QUENTES - Acesse o grupo do Isso É Notícia no WhatsApp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

Comentarista da Jovem Pan News fala em “matar judeus”

Mesmo com pouco tempo no ar, a emissora já acumula polêmicas. José Carlos Bernardi, autointitulado “comentarista cristão”, fez comentário com tom antissemita na terça-feira (16) durante debate transmitido ao vivo na Jovem Pan News. Bernardi sugeriu que a morte de judeus ajudaria o Brasil a enriquecer e associando o sucesso econômico da Alemanha ao Holocausto – o genocídio promovido pelos nazistas que vitimou 6 milhões de judeus na Segunda Guerra Mundial.

A declaração gerou repúdio. Bernardi perdeu o cargo que tinha na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e será investigado pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) por suposto cometimento de crime de ódio

O coletivo Judeus Pela Democracia classificou a frase como “antissemita e burra”. “A fala de Bernardi apoia-se no mito antissemita da riqueza dos judeus e ignora totalmente os diversos fatores econômicos que alçaram a Alemanha ao patamar de desenvolvimento atual. É antissemita e é burra”, escreveu o coletivo..

Após a repercussão do ocorrido, a Jovem Pan News divulgou nota com um pedido de desculpas de José Carlos Bernardi. Ele disse que foi mal interpretado e não teve intenção de ofender.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.