Sábado, 04 de Dezembro de 2021
31°

Muitas nuvens

Cuiabá - MT

BRASIL RIVAIS

Quantos milhões Bolsonaro pagou à Globo por propaganda

Números de presidências anteriores mostram que a publicidade federal nunca representou mais de 5% do faturamento do Grupo Globo e, anualmente, jamais atingiu a casa do bilhão

25/11/2021 às 14h19 Atualizada em 26/11/2021 às 08h19
Por: Redação 2 Fonte: TERRA
Compartilhe:
Quantos milhões Bolsonaro pagou à Globo por propaganda

Desde o início do mandato, Jair Bolsonaro ataca a Globo com xingamentos, deboches e a ameaça de não renovar a concessão pública. Mas foi além em sua cruzada contra o canal: reduziu drasticamente a verba de publicidade da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência) à emissora do clã Marinho. "Acabou a mamata", disse repetidas vezes.

O portal Poder 360 teve acesso aos dados de 2019 a 2021. No período, a Globo recebeu diretamente do gabinete de Bolsonaro R$ 47,2 milhões por propaganda. Não estão incluídos os gastos de ministérios, estatais e empresas com participação acionária do governo, como a Petrobras.

Nesses 3 anos, os principais canais vistos como aliados de Bolsonaro, Record TV (do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal) e SBT (de Silvio Santos), receberam mais do que a Globo, apesar de terem 1/3 da audiência nacional da rede carioca.

NOTÍCIAS QUENTES -  Acesse o grupo do Isso É Notícia no Whatsapp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

A Secom direcionou à Record TV R$ 58,8 milhões. A fatia ao SBT foi de R$ 53,5 milhões. Essa disparidade fez o TCU (Tribunal de Contas da União) entrar em ação e determinar que a Secom distribuísse sua verba com base na proporcionalidade de público atingido.

Com isso, a Globo voltou em 2021 a ser o canal de TV que mais recebe verba publicitária do gabinete presidencial – em 2019 e 2020 ficou em terceiro lugar, com Record TV em primeiro no ranking de valores e o SBT na segunda posição.

Este ano, de acordo com a previsão orçamentária, a Globo ficou com R$ 19,5 milhões, a Record TV teve R$ 17,1 milhões e SBT, R$ 16,5 milhões da verba da Secom.

Em 28 de agosto de 2018, ao ser sabatinado ao vivo na bancada do ‘Jornal Nacional’, o então candidato Bolsonaro disse a William Bonner e Renata Vasconcellos que o “Sistema Globo” vivia dos “bilhões” de verba do governo.

Números de presidências anteriores mostram que a publicidade federal nunca representou mais de 5% do faturamento do Grupo Globo e, anualmente, jamais atingiu a casa do bilhão.

Variou de R$ 400 milhões a R$ 500 milhões por ano (incluindo verbas de ministérios e estatais). Em 2020, os R$ 16 milhões da Secom à emissora não chegaram a 0,2% da receita total do Grupo Globo (R$ 12,5 bilhões).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.