Domingo, 16 de Janeiro de 2022
34°

Nuvens esparsas

Cuiabá - MT

COTIDIANO ACOMPANHAMENTO

Técnicos da Sedec conhecem produção de pescado de três cidades de MT

As visitas técnicas têm o intuito de identificar as necessidades dos produtores de peixes e aproximar a secretaria do setor

26/11/2021 às 15h44
Por: Redação 2 Fonte: GOVERNO DE MT
Compartilhe:
Técnicos da Sedec conhecem produção de pescado de três cidades de MT

Técnicos das Superintendências de Agronegócios, Investimentos e Incentivos Programáticos e de Política Industrial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT) conheceram quatro centros de produção e pesquisa de pescado localizados nas cidades de Várzea Grande, Santo Antônio do Leverger e Cuiabá, nesta semana.

As visitas técnicas foram conduzidas pela Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso (Aquamat) com o objetivo de aproximar a secretaria do setor e identificar as necessidades dos produtores de peixes.

Os primeiros visitados foram os piscicultores Lufada Piscicultura e Rancho Dourado, em Várzea Grande, que apresentaram aos técnicos, os processos de produção de alevinos e de engorda de peixe.

A prática desses piscicultores concentra-se na produção de espécies nativas da região como o pacu, tambacu, pintado, piraputanga e, principalmente, a tambatinga, espécie mais consumida na Baixada Cuiabana.

NOTÍCIAS QUENTES -  Acesse o grupo do Isso É Notícia no Whatsapp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

A equipe da Sedec também acompanhou in loco as linhas de pesquisa sobre piscicultura em andamento na Fazenda Experimental da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Santo Antônio do Leverger. Bem como, acompanhou o processo de recebimento, limpeza, filetagem, empacotamento e expedição dos pescados na unidade industrial do Frigorífico Rei do Peixe, em Cuiabá.

Conforme a superintendente de Agronegócios da Sedec, Linacis Silva, a piscicultura é uma importante cadeia produtiva do Estado ocupando a 5ª colocação como maior produtor de peixe de cultivo, em nível nacional.

“Temos o objetivo de formular políticas públicas para o desenvolvimento do setor, por isso, buscamos conhecer a toda a produção do pescado, da alevinagem à etapa de industrialização”, explica.

Atualmente Mato Grosso é o 2º maior produtor de peixes nativos do Brasil, das espécies tambaqui, surubim, pacu e piau, segundo dados do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.