Domingo, 16 de Janeiro de 2022
34°

Nuvens esparsas

Cuiabá - MT

CURTO E GROSSO OP CARTAS MARCADAS

Procurador do Estado pede para ser excluído de ação de R$ 398 milhões

A Operação investigou um suposto esquema de emissão fraudulenta de cartas de crédito, no período de 2009 a 2011, feita por 14 pessoas em Mato Grosso

01/12/2021 às 08h55 Atualizada em 01/12/2021 às 08h58
Por: Redação 2 Fonte: REDAÇÃO MÍDIA NEWS
Compartilhe:
O procurador Dilmar Portilho Meira, que quer nome excluído de rol de réus em ação cível
O procurador Dilmar Portilho Meira, que quer nome excluído de rol de réus em ação cível

O procurador do Estado Dilmar Portilho Meira pediu ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJME) para ser excluído da lista de réus acusados pelo Ministério Público Estadual (MPE) de cometerem ato de improbidade administrativa em ação derivada da Operação Cartas Marcadas, deflagrada em 2011. A ação resultou em bloqueio de R$ 398 milhões dos acusados.

O argumento usado pelo procurador é de que em fevereiro de 2019 o Pleno do TJ rejeitou a denúncia criminal contra ele por não existir comprovação de dolo ou culpa e, se não há provas de sua participação na área criminal, não tem porque responder à ação na área cível. O pedido será julgado pela desembargadora Maria Erotides Kneip.

NOTÍCIAS QUENTES -  Acesse o grupo do Isso É Notícia no Whatsapp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

Em tempo: a Operação Cartas Marcadas investigou um suposto esquema de emissão fraudulenta de cartas de crédito, no período de 2009 a 2011, feita por 14 pessoas em Mato Grosso. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.