Domingo, 16 de Janeiro de 2022
33°

Nuvens esparsas

Cuiabá - MT

OPINIÃO GISELE NASCIMENTO

Gratidão: a vida como ela é

Sentimento é de gratidão, embora temos presenciado tempos difícei

10/01/2022 às 14h03
Por: Readação 2 Fonte: GISELE NASCIMENTO
Compartilhe:
Gratidão: a vida como ela é

O sentimento é de gratidão, embora seja inegável que temos presenciado tempos difíceis. 

A série chamada VIVER, hodiernamente, tem sido incomum a cada temporada, com um longa de cenas inéditas a cada episódio, sendo cada um de nós, o personagem principal de cada exibição, não sendo apenas um figurante de bastidor, mas sim, o ator principal de cada atração, sem chance de maratonar como telespectador, eis que esse enredo é a vida como ela é, no seu dia a dia. Cada capitulo é registrado conforme escolhemos e semeamos. 

Ela está acontecendo ao vivo. O elenco sou eu! É você! Somos nós! 

E essa temporada, não apenas tem sido baseada em fatos reais, como é a própria realidade de cada participante. Parece nada incisivo dizer que é hora de agradecer e ao mesmo instante oscilar, paralelamente logo abaixo, tecendo comentários ao panorama mundial de dificuldades, decorrente dos tempos pandêmicos, quando todos, e não apenas os idosos, doentes, crianças e grávidas, se tornaram pessoas vulneráveis

Sem ser apenas uma frase de efeito, mas é corrente consolidada, que é na dificuldade e não na facilidade, que crescemos.  É muito coerente entender, que ruminando com os erros, é que avançamos para um crescer de prosperidade: ético, moral, intelectual, cultural, profissional, pessoal, espiritual.

Apesar das dificuldades dos dois últimos anos, me referindo mais especificamente acerca da ascensão dos vírus mortais, (Coronavírus que fez a “terra parar”, e agora o ressurgimento da Influenza e companhia), creio que toda essa situação trouxe à eixo, querendo ou não, aprendizado a muitos de nós, enquanto indivíduo único, residente nesse Planeta Terra, e por isso, gratidão, a Ele (Deus), que é o Mestre do Universo, por essa oportunidade de aprimoramento, sobretudo, em relação a muitos dos nossos comportamentos, pensamentos e atitudes, frente ao momento de catástrofe.

Não temo dizer, que todos tivemos que ser muito corajosos, frente a esse colapso planetário. Muitos de nós tivemos que arrancar das entranhas, a humildade e a coragem, para poder chegar até aqui, e avançar a um per saltum, rumo a dias melhores. 

É janeiro, e de janeiro a janeiro, renova-se o ano, oferecendo um novo ciclo de trabalho e possibilidades. É propriamente o Benfeitor Eterno, nos dizendo, se quisermos podemos recomeçar. E se a subscritora está podendo compartilhar às suas ideias, e você leitor está tendo a chance de folhear o texto, é porque estamos VIVOS, assim, agarremos todas as oportunidades, que estão por vir com esse novo calendário anual, que é a senha de nova esperança, para um recomeço.

Sendo assim, nãos sejamos ingratos conosco mesmos. Mãos à obra! É novamente hora de edificar o nosso templo em busca da nossa felicidade, renunciando às bagatelas do medo limitador, vez que se chegamos até aqui, e porque temos que continuar, e sempre, claro, com o coração vibrante em gratidão, verdadeiramente, sem ser apenas, a gratidão, hashtag gratidão. 

Quanto mais agradecemos, mais recebemos, essa é a lei universal da natureza. 

Que seja um ano de vigília intima para cada um de nós, mantendo em nossas ações e intenções à lavoura do bem. Inerente, como o ano é novo, são muitas as portas que ainda vão abrir, ou mesmo fechar. Independentemente, do que vier a acontecer, estejamos atentos aos sinais, e dialogando sempre com o Criador, em todos os instantes, vez que, em um nanossegundo somos tudo, em outro somos nada. 

Como disse a grande Brené Brown: “não tenho que procurar momentos extraordinários pra encontrar a felicidade – ela está na minha frente, se eu estiver prestando atenção e praticando a gratidão”. 

Tendo razão Mariza Monte, na letra da música – Pra Melhorar – que diz: “Quando você pensa que tá tudo errado e negativo e que ainda vai piorar, pra todo mundo a vida é difícil, todos fazem seu sacrifício pra melhorar”. 

Dessas transcrições, entendo que é admitindo às nossas vulnerabilidades e fragilidades, que criamos coragem para enfrentar às adversidades, e escrevermos o nosso próprio enredo, já que a vida não é só pagar boletos, comer, amar, rezar e viajar.   

Indelevelmente, cultivemos à gratidão em todas as ações do nosso cotidiano, e certamente teremos resultados positivos nessa casa chamada:  Vida! 

Gisele Nascimento é advogada.

NOTÍCIAS QUENTES - Acesse o grupo do Isso É Notícia no WhatsApp e tenha notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.