Segunda, 23 de Maio de 2022
15°

Alguma nebulosidade

Cuiabá - MT

POLÍTICA GOVERNADORIA

Deputado diz que Mauro recrutou 'batalhão particular' da PM para sua segurança pessoal

Delegado Claudinei diz que muitos municípios do interior têm apenas um policial militar para garantir a segurança pública

19/01/2022 às 17h24 Atualizada em 20/01/2022 às 10h17
Por: Alexandre Aprá
Compartilhe:
Deputado Delegado Claudinei (PSL)
Deputado Delegado Claudinei (PSL)

O deputado delegado Claudinei (PSL) afirmou que o governador Mauro Mendes (DEM) recrutou um Batalhão Particular da PM ao destacar 83 militares para a segurança de seu gabinete, a chamada "Governadoria".

A revelação sobre o número de militares das forças de segurança do Estado convocados a prestar serviços ao gabinete do governador foi feita nesta semana, pelo Isso É Notícia.

LEIA MAIS: Mauro Mendes terá 83 militares de MT à sua disposição em 2022

Claudinei avalia que este exagero explica a falta de sensabilidade do governador em relação aos problemas de segurança pública do Estado.

"Taí o motivo que ele [Mauro] não se preocupa com segurança. Ele tá bem. Ele tem praticamente batalhão dentro de seu gabinete, um batalhão da Polícia Militar a seu dispor, pro senhor governador. Taí os números estão aí".

O parlamentar ainda citou muitas cidades do interior tem déficit de policiais militares.

Um relatório feito em 2020 pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa constatou, por exemplo, que o Comando Regional de Alta Floresta, que engloga 8 municípios, tinha efetivo de 142 homens, mas precisava de pelo menos 400 policiais para entregar um bom serviço.

Já o Comando Regional de Cáceres precisava ampliar o seu efetivo em 80 policiais.

Claudinei ainda citou casos de cidades com 5 mil habitantes ou até mais que dispunham apenas de um policial militar para fazer a segurança pública.

O deputado citou como exemplo deste caso os distritos de Guariba e Nova União e o município de Nova União do Sul.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por DELEGADO CLAUDINEI (@delegadoclaudinei)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.