Domingo, 22 de Maio de 2022
13°

Alguma nebulosidade

Cuiabá - MT

OPINIÃO EDNA SAMPAIO

13 de maio. Uma libertação inconclusa

A escravidão foi, sem dúvida, a maior tragédia de nossa história, o maior holocausto de todos os tempos

13/05/2022 às 16h40
Por: Redação 3 Fonte: EDNA SAMPAIO
Compartilhe:
13 de maio. Uma libertação inconclusa

Há 134 anos o Brasil era o último país do mundo a declarar extinto o regime de escravatura. Um regime que aprisionou, torturou e matou milhares de africanos escravizados por exatos 388 anos em 522 anos de história de chegada dos portugueses!! 

O Brasil foi o país que mais importou negros escravizados. Foram 4,8 milhões de homens, mulheres e crianças trazidas como mercadoria. Força de trabalho desumanizada pela ganância dos homens brancos.

Tivemos por aqui a maior população africana fora da África. E, cerca de 670 mil não chegaram a desembarcar, porque morreram nos terríveis navios negreiros e contrabandos. 

A escravidão foi, sem dúvida, a maior tragédia de nossa história, o maior holocausto de todos os tempos. 

A chamada "abolição" da escravatura, que aconteceu graças a militância abolicionista, de tantas irmãs e irmãos que vieram antes de nós, como Maria Firmina, André Rebouças, José do Patrocínio, Joaquim Nabuco, não aconteceu completamente e significou o início de outra luta de nosso povo: por cidadania, por Direitos!! 

Abandonados, sem direito a um chão ou teto pra viver, restou a favela, a marginalidade ao nosso povo. 

O dia 13 de maio é, pra nós, [email protected], a afirmação de nossa luta por libertação, porque nosso povo ainda é cativo. 

Precisamos seguir lutando contra as formas modernas de escravidão que impedem a cidadania plena do povo preto. 

A Lei Áurea nunca foi uma concessão e, se vencemos naquela data, com um atraso que nos rendeu o título de último país a abolir a escravidão, a maior tragédia humana da história, que ainda insiste em nos cercar, hoje, a nossa luta continua, pois, o racismo é estrutural e nos aprisiona. 

Queremos o fim real da escravidão. Queremos igualdade. Igualdade de oportunidade. Queremos dignidade, trabalho digno, cultura, lazer. Queremos RESPEITO!

Queremos também o poder. Poder de decidir, de sermos médicas, juízas, vereadoras, deputadas, senadoras, cientistas, professoras.

Afinal, nossas vidas importam!

Vidas Negras Importam!

Estamos na luta, hoje e sempre!! 

Edna Sampaio é vereadora em Cuiabá.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.