Cuiabá, 26 de maio de 2018

Isso é Notícia

MENU

FRAUDE EM LEILÃO DE APARTAMENTO

Ex-prefeito de Cuiabá e ex-juíza viram réus em ação de improbidade administrativa

Ex-prefeito de Cuiabá e ex-juíza viram réus em ação de improbidade administrativa

Mauro Mendes e Carla Reita passam a responder ação proposta pelo MPF

ALEXANDRE APRÁ ALEXANDRE APRÁ

Jornalista, diretor do blog Isso É Notícia

O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) e a ex-juíza trabalhista Carla Reita Faria Leal viraram réus em uma ação civil pública de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal (MPF) que acusa os dois de fraudarem um leilão de um apartamento de luxo realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT).

De acordo com a denúncia do MPF - embasada em publicação exclusiva do Isso É Notícia em 2013 -, Mauro arrematou a cobertura e meses depois repassou à magistrada em situação suspeita. A denúncia era de que Mendes havia atuado como "arremate de laranja". com o objetivo de bular a vedação legal que a juíza teria para arrematar o imóvel.

Atualmente, ela e e sua família moram no apartamento - uma cobertura duplex de 422 metros quadrados em uma das regiões mais valorizadas da Capital.

Na decisão que aceitou a denúncia, nesta quarta-feira (18), o juiz federal Raphael Cazelli, da 8ª Vara da Justiça Federal, acatou também o pedido de liminar do MPF e determinou a indisponibilidade dos bens dos réus até o julgamento final da ação - que pode resultar em multa, ressarcimento e perda dos direitos políticos dos envolvidos.

O magistrado também determinou que o processo seja colocado sob segredo de Justiça e não divulgou a íntegra da decisão que recebeu a ação.

Caso Mauro seja condenado e essa condenação mantida em órgão de segunda instância, ele estará inelegível com base na lei da ficha limpa.

Pelas mesmas acusações, Carla Reita foi aposentada compulsoriamente pelo TRT em 2015.

Segunda ação

Esta é a segunda ação de improbidade a que Mauro responde perante à Justiça Federal de Cuiabá.

Em outro processo que tramita na 3ª Vara Federal ele é acusado de participar de outra fraude em outro leilão judicial do TRT. Desta vez, de uma mineradora avaliada em até R$ 700 milhões.

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para Ex-prefeito de Cuiabá e ex-juíza viram réus em ação de improbidade administrativa

Enviando Comentário Fechar :/