Cuiabá, 21 de novembro de 2017

Isso é Notícia

MENU

CONCURSO PARA DELEGADO

Perícia comprova violação de envelopes

Politec
Perícia comprova violação de envelopes
TARLEY CARVALHO TARLEY CARVALHO

Jornalista, editor do Blog Isso É Notícia

Perícia realizada nos envelopes utilizados no concurso público para delegado de Polícia Substituto constatou que houve violação, conforme suspeita. O laudo foi assinado pelo perito criminal Flávio Yuudi Kubota, da Gerência de Perícias em Documentoscopia da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). O relatório foi assinado no dia 26 de outubro.

Os exames foram realizados em todos os itens de segurança que garantem a lisura das provas: o envelope externo (opaco), envelope interno (transparente) e a etiqueta de segurança.

O perito identificou um rasgo na parte inferior central do envelope externo. De acordo com o relatório, o envelope encontrava-se lacrado e com etiqueta de segurança, parcialmente violados.

Semelhantemente, o envelope transparente, apesar de lacrado, também apresentava rasgadura na parte inferior central, parcialmente violado. A etiqueta de segurança também apresentou ter sido violada parcialmente.

Para comparação e análise da suposta violação, o perito utilizou 10 envelopes de segurança, sendo cinco externos e cinco internos, além de cinco etiquetas de segurança.

A comparação pode constatar que as duas fitas adesivas permanentes do envelope externo foram parcialmente violadas. A constatação foi possível devido à violação dos dois elementos de segurança contidos nas fitas. O primeiro é o picotamento presente na fita. Ele se rompe quando o envelope é violado. Já o segundo ‘imprime’ a palavra “violado” no envelope assim que o envelope é aberto. No envelope periciado, os dois itens foram ativados.

O envelope interno também conta com duas fitas adesivas permanentes. Os exames apontam que ambas foram parcialmente abertas, já que apresentam desalinhamentos das fitas. Além disso, o reposicionamento das fitas deixou vestígios de cola fora da região de aderência, devido ao reposicionamento das fitas.

A etiqueta de segurança também apresentou violação parcial. Entre suas ferramentas de segurança estão os cortes regulares que se rompem com a tentativa de abertura do envelope. A perícia constatou uma violação de aproximadamente 145 milímetros.

Por meio de simulações, o perito também concluiu que não foi utilizada nenhuma técnica de calor para facilitar a abertura do envelope. Isso porque, com os testes com fonte de calor, os elementos de segurança não foram acionados satisfatoriamente.

Os resultados apontam que os itens de segurança do envelope pericionado foram parcialmente violados de forma suficiente a permitir a extração de uma prova.

“Considerando as simulações executadas em padrões, com as mesmas condições encontradas nas peças questionadas e considerando as dimensões e quantidades de cadernos de provas no momento da aplicação, conclui-se que é possível a subtração de um caderno de provas”, explica trecho do relatório.

O concurso para delegado substituto da Polícia Civil foi realizado no dia 8 de outubro. O salário ofertado era de R$ 19.316,49, com uma jornada de 40 horas semanais. No total, mais de 13 mil pessoas disputaram a vaga.

Logo após a aplicação das provas houve a denúncia de suposta violação em um dos envelopes. O concurso foi suspenso por 60 dias até a conclusão de um inquérito policial comandado pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

A perícia foi solicitada pelo delegado da Polícia Judiciária Civil, Diogo Santana Souza, e foi realizada na Diretoria Metropolitana de Criminalística de Cuiabá.

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para Perícia comprova violação de envelopes

Enviando Comentário Fechar :/