Cuiabá, 23 de agosto de 2017

Isso é Notícia

MENU

DOAÇÕES DA JBS

Políticos de MT receberam mais de R$ 3 milhões para custeio de campanha

Foto: Lucas Tavares / Agência O Globo
Políticos de MT receberam mais de R$ 3 milhões para custeio de campanha
RAFAEL MACHADO RAFAEL MACHADO

Jornalista, repórter do Blog Isso É Notícia

No epicentro da atual crise política no país, a empresa JBS, que pode derrubar o presidente Michel Temer (PMDB) e afastou Aécio Neves (PSDB) do Senado, doou mais de R$ 3 milhões para candidatos de Mato Grosso a governador, senador e deputado federal nas eleições de 2014.

As doações foram feitas através de seus diretórios nacionais ou estaduais. No topo do ranking, está o senador Wellington Fagundes (PR), que se recebeu o montante de R$ 1,4 milhão, via diretório nacional.

Em seguida, aparece o petista Lúdio Cabral, que foi candidato ao Governo. Ele recebeu da empresa via PT nacional R$ 475 mil e depois Wellington Fagundes fez outras três transferências com o dinheiro da JBS, que no total deu R$ 509.337,50.

Para os deputados federais eleitos em 2014, a JBS também fez doações. Carlos Bezerra (PMDB) recebeu o montante de R$ 500 mil. Fábio Garcia (PSB) e Saguas Moraes (PT) receberam via diretório estadual R$ 150 mil.

Aditon Sachetti (PSB) e Valtenir Pereira (PMDB), receberam o valor de R$ 50 mil. Na época, Valtenir era filiado ao PROS. Victório Galli, por sua vez, recebeu o valor de R$ 30 mil.

Ezequiel Fonseca (PP) e Nilson Leitão (PSDB) não receberam dinheiro da JBS para custeio de campanha.

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para Políticos de MT receberam mais de R$ 3 milhões para custeio de campanha

Enviando Comentário Fechar :/