Cuiabá, 13 de dezembro de 2017

Isso é Notícia

MENU

CÂMARA MUNICIPAL

Primeira reunião de CPI expõe rusgas entre membros

Internet
Primeira reunião de CPI expõe rusgas entre membros

RAFAEL MACHADO RAFAEL MACHADO

Jornalista, repórter do Blog Isso É Notícia

A primeira reunião deliberativa da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga possível quebra de decoro parlamentar por parte do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), demonstrou rusgas, principalmente entre o presidente e o relator da comissão, vereadores Marcelo Bussiki (PSB) e Adevair Cabral (PSDB), respectivamente.

Em plenário, na manhã desta quarta-feira (6), Bussiki pontuou que algumas deliberações que haviam sido definidas por ele, após discussões com os procuradores da Câmara Municipal.

Adevair questionou sobre os encontros e afirmou que nunca havia sido convidado para participar. Ele ainda indagou sobre as decisões tomadas durante os encontros. 

O presidente respondeu que as reuniões já haviam sido estabelecidas anteriormente e que art. 68 do Regimento Interno da Câmara Municipal o respalda sobre as determinações.

A Comissão foi instaurada após a divulgação de um vídeo onde o prefeito, na época deputado estadual, aparece recebendo vários maços de dinheiro do ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa (PMDB), Silvio Corrêa. De acordo com Corrêa, o montante entregue se tratava de mensalinho pago aos deputados estaduais para garantir a governabilidade de Silval na Assembleia.

Além disso, é apurado sobre um áudio que foi encontrado durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do prefeito. No arquivo, há uma conversa entre Silvio Correa e o ex-secretário de Indústria e Comércio do Estado, Alan Zanatta. Os parlamentares irão apurar suposta produção de provas que pudesse beneficiar o prefeito, já que Zanata é amigo de Emanuel.

Depoentes

Durante a reunião, os membros da CPI definiram os nomes de 10 pessoas que serão ouvidas a partir de fevereiro, após o recesso parlamentar.

Serão convocados o ex-governador Silval Barbosa (sem partido), seu ex-chefe de gabinete, Silvio Correa, ex-secretário Allan Zanatta, o servidor do Estado Valdecir Cardoso de Almeida - acusado de instalar a câmera que filmou políticos recebendo dinheiro -, o irmão do prefeito de Cuiabá, Marco Polo Pinheiro e o perito judicial Alexandre Perez - que realizou pericia no áudio gravado por Zanatta.

Além dos convocados, serão ouvidos o delegado da Polícia Federal, Wilson Rodrigues de Souza Filho, e os agentes da PF, Adha de Oliveira e Marcelo Pimenta, que atuaram em cumprimentos de mandados de busca e apreensão durante a Operação Malebolge.

Também será convidado o prefeito Emanuel Pinheiro, a intenção é de que ele seja o último ouvido.

Nomes negados

Durante a deliberação, foram indeferidos os nomes do ex-prefeito Mauro Mendes, do secretário de Serviços Urbanos, José Stopa, do diretor da Águas de Cuiabá, Marcelo de Oliveira, de Oswaldo Sobrinho, pai do vice-prefeito Niuan Ribeiro, e do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sispumc), Jaime Metelo.

Todos os nomes foram propostos por Adevair. Segundo Bussiki, os nomes não apresentam conexão com os fatos investigados pela CPI.

Briga por espaço

Os vereadores de oposição do prefeito, analisam a proposta de ingressar na Justiça contra a composição da CPI. Atualmente dois vereadores da base do prefeito compõem a CPI. Além de Adevair, Mário Nadaf (PV) participa da comissão como membro.

A proposta para investigar Emanuel começou em setembro. Por dois meses, Bussiki percorreu a Câmara para coletar as nove assinaturas, o mínimo exigido para instaurar uma CPI. Após conseguir o socialista mínimo, parlamentares da base, que rejeitavam a comissão, aderiram à proposta.

A oposição defende que os cargos sejam ocupados pelos nove parlamentares que assinaram primeiro o requerimento.

Além do socialista, os primeiros a assinar a proposta foram Abílio Júnior e Sargento Joelson, ambos do PSC, Dilemário Alencar (PROS), Gilberto Figueiredo (PSB), Felipe Wellaton (PV), Elizeu Nascimento (PSDC), Diego Guimarães (PP) e Toninho de Souza (PSD).

Leia matérias relacionadas:

Comente pelo Facebook!

Comente pelo site!

Olá, deixe seu comentário para Primeira reunião de CPI expõe rusgas entre membros

Enviando Comentário Fechar :/